Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Cadastre-se e receba Aleteia diretamente em seu email. É de graça.
Receber

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

A sós com o cônjuge: a importância de estar juntos como casal

© MyDearValentin
Compartilhar

Ter pelo menos um encontro semanal a sós melhora o casamento e reduz o risco de divórcio

Um encontro semanal a sós com o cônjuge fortalece o casamento. Este conselho, que milhares de casais já comprovaram, foi reafirmado por um novo estudo da Universidade de Virgínia, segundo o qual os casais que têm como regra de ouro ter um encontro a sós, ainda que seja uma vez por semana, melhoram seu relacionamento e, portanto, reduzem o risco de divórcio quase pela metade.
 
Os autores explicam que as palavras-chaves são “só com o cônjuge” (não valem as saídas com amigos, parentes ou filhos) e “compartilhar”, entendida como a qualidade do tempo que os esposos dedicam a comunicar-se, conectar-se e curtir um ao outro – algo que não é fácil quando existem múltiplas ocupações.
 
Poucos minutos fazem a diferença
 
Este tempo é definitivo para que o relacionamento se fortaleça e chegue à vitalidade que talvez a rotina tenha apagado. Alguns dos benefícios são:
 
– Melhor comunicação: ao poder conversar sem a distração dos filhos e do trabalho, o encontro lhes permite falar das coisas que lhes importam e motivam: seus sonhos, aspirações, temores etc.
 
– Desfrutar a novidade: os casais com mais tempo de casamento tendem a se “acomodar” e perder a emoção. Os estudos demonstram que fazer juntos coisas novas (montar a cavalo, fazer uma caminhada, passear pela montanha, dançar, ver o pôr-do-sol etc.) acaba com a rotina e une o casal em um desafio compartilhado, divertido e emocionante.
 
– Melhoria na relação romântica e sexual: os encontros acrescentam criatividade e emoção; e, ao permitir o diálogo, podem ajudar também neste campo, incentivar a experimentar coisas novas, novos ambientes etc. Tudo isso fortalece o casamento.
 
– Melhoria no compromisso: se há pelo menos um dia destinado ao encontro semanal e este é assumido como um compromisso inalterável, fica claro que se marca uma prioridade, o que reforça a sensação de unidade e a importância de trabalhar pelo relacionamento. Em outras palavras, fica claro que, para cada cônjuge, o outro é uma prioridade.
 
– Alívio do estresse: sair para se divertir como casal, para relaxar juntos, reduz o estresse e isso é bom para o casamento, sempre ameaçado por doenças, problemas de dinheiro, conflitos no trabalho, entre outros. Permite ver o outro sem o peso da irritabilidade ou do cansaço, o que ajuda a manter o amor conjugal.
 
Algumas recomendações
 
Os especialistas sugerem que alguns destes encontros a sós sejam fora de casa, para mudar de ambiente e conseguir abstrair-se do cotidiano, pois é possível que, quando um dos dois está cansado e acomodado em casa, o plano vá por água abaixo. Por isso, é melhor sair e ter um encontro com antecedência.
 
No entanto, alguns esposos se negam este tempo juntos porque dizem não ter dinheiro para esta finalidade. Mas, na verdade, para passar um momento agradável com o parceiro não é preciso gastar uma fortuna. Os bons momentos podem ser vividos dentro da simplicidade, assim como é o amor.
 
É questão de propor-se, de “querer querer”. Ainda que o casal decida realizar atividades que envolvam gastos, estes devem ser considerados como um investimento, não como desperdício. É preciso investir na relação matrimonial, que é uma riqueza, algo que realmente vale a pena na vida.
 
(Artigo publicado originalmente por LaFamilia.info)
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.