Aleteia
Sexta-feira 23 Outubro |
São Paulo Tong Viet Buong
Atualidade

Cristãos coerentes: também na empresa?

© thetaxhaven

Aleteia Vaticano - publicado em 07/04/14

Será que existe uma maneira cristã de solucionar os conflitos surgidos no ambiente de trabalho?

Os conflitos mais difíceis de solucionar nas organizações não são os gerados por fatores externos, mas os que surgem das próprias culturas interiores de seus funcionários. Quem está em conflito consigo mesmo irradiará esta ruptura ao seu redor.

A soberba é um dos vícios que gera maiores conflitos nas organizações. O soberbo considera-se superior aos outros e costuma ser autossuficiente. Ao achar que sempre tem a razão, não fará nenhum esforço por escutar nem entender o ponto de vista alheio; estará pensando em convencê-lo ou impor seu parecer, muitas vezes cego devido aos seus preconceitos com relação aos seus colegas.

A soberba impede de ter uma visão crítica sobre a própria realidade e faz acreditar que os problemas das organizações obedecem sempre a falhas de terceiros. Por exemplo, um gestor avaliará duramente seu colaborador por ser negligente, mas não se perguntará se o seu próprio estilo de liderança é o mais adequado ou se são as suas atitudes que geram os problemas organizacionais.

Da mesma forma, um funcionário que possui pontos cegos tenderá a acreditar com facilidade seus colegas, mas terá dificuldade de gerar propostas proativas.

Outra característica da soberba é a tendência a buscar justificativas frente aos próprios erros, ou a dificuldade de reconhecê-los publicamente por medo de mostrar-se vulnerável. É de grande utilidade nestes casos ter uma desconfiança saudável de si mesmo, aceitando a possibilidade de estar equivocado.

A autêntica humildade implica em viver na verdade e estar abertos às opiniões dos outros, valorizando o que cada um tem a oferecer, sem atitudes defensivas, inclusive agradecendo as correções que nos permitem crescer como pessoas.

Valorizar cada funcionário como pessoa impulsiona a realizar o esforço de entender cada um, escutar e deixar-se enriquecer por cada colaborador da organização. Só quem vive em paz com Deus e consigo mesmo poderá ser artífice de comunhão, unidade e reconciliação com os outros.

(Artigo publicado originalmente pelo Centro de Estudios Católicos)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
ConflitosCristãosPecado
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
nuvens sinais
Reportagem local
Estão sendo fotografados "sinais do céu"?
Extremistas queimam igrejas no Chile
Francisco Vêneto
Por que queimam igrejas: Dom Henrique e Pe. J...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia