Aleteia
Segunda-feira 26 Outubro |
São Fulco
Estilo de vida

Como melhorar o casamento sem usar magia branca nem magia negra

© imtfi

Arquidiocese de Guadalajara - publicado em 08/04/14

Confira os conselhos dados a uma pessoa que está pensando na possibilidade de recorrer à magia para resolver seus problemas conjugais

Apresentamos, a seguir, uma resposta da conhecida psicóloga Lupita Venegas à pergunta de uma pessoa que está pensando na possibilidade de recorrer à magia para resolver seus problemas conjugais.

Lupita:

Eu gostaria de falar com você urgentemente, pois há muitos conflitos no meu casamento, mas me disseram que só a magia pode reverter os males que nos causaram. Já comprovei que há uma mulher interessada no meu marido há anos, e ela, em sua obsessão, fez trabalhos de magia que nos prejudicaram. Uma pessoa me explicou que, diante disso, eu posso usar a magia branca, na qual se recorre aos anjos e santos, nunca a seres malignos ou demônios. Você poderia me orientar? Obrigada, H.


Querida H.:


O Catecismo da Igreja Católica pode nos orientar neste e em muitos outros temas. No ponto 2117, lemos o seguinte:


“Todas as práticas de magia ou de feitiçariapelas quais se pretende domesticar os poderes ocultos para os pôr ao seu serviço e obter um poder sobrenatural sobre o próximo – ainda que seja para lhe obter a saúde – são gravemente contrárias à virtude de religião. Tais práticas são ainda mais condenáveis quando acompanhadas da intenção de fazer mal a outrem ou quando recorrem à intervenção dos demónios. O uso de amuletos também é repreensível. O espiritismo implica muitas vezes práticas divinatórias ou mágicas; por isso, a Igreja adverte os fiéis para que se acautelem dele. O recurso às medicinas ditas tradicionais não legitima nem a invocação dos poderes malignos, nem a exploração da credulidade alheia.”


É verdade que um mágico, apresentando um bom show, pode nos proporcionar momentos de diversão e surpresa, mas não é a este tipo de magia que nos referimos. Nem magia branca, nem magia negra. Há filmes, seriados e programas de televisão que apresentam a magia de forma inofensiva, e chegamos até a concebê-la como positiva.


Mas é importante formar-nos na fé com seriedade e profundidade sobre estes assuntos. É preciso estar convencidos e ao mesmo tempo conversar sobre isso com nossos filhos, explicando que estas fantasias na mídia mostram uma realidade distorcida (não sabemos com que intenções), e que nada nem ninguém é mais poderoso que o Deus que se revelou a nós.


Todos nós, desde pequenos, deveríamos ir desenvolvendo uma autoestima saudável, que nos permitisse sentir-nos capazes de resolver nossos próprios conflitos, colocando em jogo todas as nossas capacidades, junto a uma grande confiança em Deus.


Quando não existe esta formação completa da personalidade, a pessoa pode se sentir indefesa diante das “forças ocultas”, e acabar recorrendo a estas “ajudas” que, longe de melhorar os conflitos, acabam complicando-os muito mais.


Se você tem problemas no seu casamento, pode buscar centros de orientação e ajuda. A Igreja lhe oferece múltiplas formas de intervenção. Diante de situações críticas e inesperadas, o melhor é preparar-nos para enfrentá-las. Em particular, aqui há um caminho de fé para resolver conflitos conjugais:


– Invoque Maria Santíssima. O Papa Francisco diz que, cada vez que olhamos para ela, voltamos a acreditar no poder revolucionário da ternura e do carinho.


– Coloque suas preocupações nas mãos de Jesus, de maneira particular o coração do seu marido. Você pode pedir ajuda aos anjos e santos, mas sem misturar ritos estranhos nem nenhum tipo de magia.


– Peça a iluminação e a criatividade de que você precisa para agir da melhor maneira possível. Que suas ações, pensamentos e sentimentos não destruam, mas sejam sempre construtivos.


– Coloque todos os meios ao seu alcance para fazer o que você pode fazer: mudar você mesma, melhorando como ser humano e como cristã.


– Convide seu esposo a crescer com você, ambos unidos a Deus. Se você seguiu os pontos anteriores, ele não terá por que negar-se.


Você não precisa trair o 1º Mandamento da Lei de Deus para solucionar dificuldades que parecem impossíveis. Coloque sua confiança em Deus!


(Artigo publicado originalmente pela Arquidiocese de Guadalajara)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Casamento
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa Francisco e casais homossexuais: o que e...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia