Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 20 Setembro |
home iconReligião
line break icon

Irmã Adélia e os apelos da Virgem Maria

www.pointandshoot.asia

Fr. Thiago Pereira, SCJ - Reparatoris - publicado em 08/04/14

Tão prontamente várias pessoas ficaram sabendo do ocorrido e começaram a ir ao monte para rezar o terço e o ofício de Nossa Senhora

No próximo dia 13 de abril completaremos seis meses da morte de uma das videntes brasileiras de Nossa Senhora das Graças. Seu nome civil é Maria da Luz Teixeira de Carvalho, conhecida como Irmã Adélia, do Instituto das Damas da Instrução Cristã. A religiosa de 91 anos de idade morava em Recife.

O local onde a Irmã diz ter visto a aparição de Nossa Senhora localiza-se na reserva indígena dos Xukuru, no distrito de Cimbres, em Pesqueira-PE. Entretanto, este local possui constantes conflitos. Em vista disso, a Prefeitura de Pesqueira construiu o Santuário de Nossa Senhora das Graças ao lado do Cruzeiro da cidade, bem como uma gruta com quatro metros de altura e uma imagem da Virgem com quase dois metros, onde os peregrinos podem fazer suas orações.

Duas adolescentes do agreste veem Nossa Senhora

Irmã Adélia relatou que no dia 6 de agosto de 1936 foi com uma amiga mais velha, Maria da Conceição, colher algumas sementes de mamona num sítio. Entretanto, o medo do famoso Lampião, que matava muita gente naquela região nordestina, assustou as duas adolescentes de 14 e 16 anos de idade, que se esconderam no mato, rogando a proteção de Nossa Senhora. Para a surpresa delas, viram no alto da serra a imagem de uma mulher com uma criança nos braços. Voltaram pra casa consternadas.

Chegando em casa, Maria da Luz contou à sua mãe o que havia visto, esta não acreditou. Logo, o pai, Arthur Teixeira, chegou em casa para o almoço e, preocupado que pudesse ser alguém escondido no meio do matagal, foi com as duas meninas ao local. Munido de uma foice abriu uma picada entre os espinhos e garranchos. Vinte minutos depois, chegou ao local da suposta aparição. E, para o seu espanto, as meninas já estavam lá, sem terem sofrido arranhão algum.

Na mesma hora as meninas viram a imagem da mulher, apesar do pai de Maria da Luz não ver coisa alguma. “Perguntei: ‘Quem é você?’, e a mulher me respondeu: ‘Eu sou a Graça’. ‘O que a Senhora quer aqui?’, tornei a perguntar. Ao que ela respondeu: ‘Vim para avisar que hão de vir três castigos mandados por Deus. Diga ao povo que reze e faça penitência’”, afirmou Irmã Adélia.

Um local de peregrinação e curas

Tão prontamente várias pessoas ficaram sabendo do ocorrido e começaram a ir ao monte para rezar o terço e o ofício de Nossa Senhora. E, no dia 10 de agosto, a Virgem das Graças enviou a este povo uma água que saía da rocha, afirmando: “É para curar os doentes”. Além disso, surgiram duas pegadas, uma de mulher e outra de um menino, ambas cravadas na rocha.
A Igreja não poderia omitir-se frente a tantos acontecimentos que faziam com que o povo daquela região acorresse àquele local da suposta aparição. Com isso, o padre Manoel Marques, vigário desta cidade, pediu que o senhor Arthur Teixeira procurasse o bispo de Pesqueira, que delegou um padre para acompanhar o caso.

A Igreja local avalia a autenticidade das aparições

O padre delegado pelo bispo foi até o local da aparição para verificar a autenticidade das afirmações. Como não pôde ver a imagem da Virgem, submeteu as meninas a algumas provas, conforme ele mesmo relata: “Pedi ao senhor Arthur que se retirasse, como também que Maria da Conceição fosse mais para baixo a fim de não ouvir as perguntas que faria a cada uma delas”, e continua: “Como é a figura de Nossa Senhora que você vê? Maria da Luz disse: ela é semelhante a Nossa Senhora do Carmo da Catedral de Pesqueira, porém o manto dela é azul e o vestido creme e tem faixa. Tem um menininho no braço esquerdo e ambos têm uma coroa muito bonita na cabeça… Fiz descer Maria da Luz e chamei Maria da Conceição. Esta fez as mesmas afirmações que Maria da Luz sem qualquer diferença. A fim de observar se ela dizia verdade ou não, disse-lhe: olhe, minha filha, a outra disse que Nossa Senhora estava do lado de cá. Como é que você me diz o contrário? Maria da Conceição olhou e depois me disse: Lá eu não vejo”.

  • 1
  • 2
Tags:
MariaNossa Senhora

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
BEATRIZ
Reportagem local
Mistério do sumiço de uma mulher em Aparecida já dura 9 anos
2
Pe. Zezinho
Reportagem local
Pe. Zezinho faz alerta sobre orações de cura e libertação
3
Orfa Astorga
Os erros mais comuns das sogras
4
Berthe and Marcel
Lauriane Vofo Kana
O segredo do casal que tem a união mais longa da França
5
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa reafirma: casamento sacramental é só entre homem e mulher
6
Exorcista padre Gabriele Amorth
Gelsomino Del Guercio
Os assombrosos diálogos entre o diabo e um exorcista do Vaticano
7
Aleteia Brasil
O dia em que os cães farejadores detectaram Alguém vivo no Sacrár...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia