Aleteia
Sábado 24 Outubro |
São Maglório
Estilo de vida

A inveja e seu poder de destruição

Edith Soto / Flickr / CC

Padre Fabián - publicado em 24/04/14

A inveja está relacionada à tristeza que sentimos pelo bem alheio, ou seja, ficamos amargurados quando os outros se dão bem na vida

Existe uma percepção muito básica nas pessoas: muitos dos males são produzidos pela inveja de outros. Por trás disso, há uma questão de superstição, mas não deixa de ter um fundo de verdade.

Apresento, a seguir, algumas reflexões a partir do pensamento de São Tomás de Aquino. Ele é muito realista em suas considerações e oferece exemplos bem práticos.

O que é a inveja?

A inveja tem a ver com a tristeza que o bem alheio produz, ou seja, ficamos amargurados quando os outros se dão bem na vida.

Pode haver dois tipos de situação. Por um lado, alguém com quem não simpatizamos assume um cargo de muita importância, por exemplo, ganhando as eleições. Então eu fico triste, porque tenho certeza de que isso me trará más consequências.

Isso não é inveja propriamente dita, e sim um temor ou medo dos danos que possam ser ocasionados a mim ou aos meus entes queridos, com o poder que tal pessoa adquiriu.

A inveja tem a ver com a questão de que alguém próximo a mim progrediu materialmente ou ganhou um cargo melhor em seu trabalho, por exemplo.

Então, esse fato bom que ocorreu, e que não tem necessariamente consequências negativas para mim, me dá tristeza. Esta tristeza é a inveja, que fez um ninho no meu coração.

Destes dois exemplos também podemos tirar uma consequência: a inveja se dá entre iguais. Eu não sinto inveja do governador porque ele ganhou as eleições, porque isso está muito acima das minhas aspirações. Mas posso sentir inveja do meu amigo, colega de trabalho, primo, vizinho, porque eles alcançaram algo que eu ainda não alcancei.

Por este motivo, é preciso estar muito atentos a este sentimento em nosso coração: ele não apenas amarga a própria vida, senão que nos leva a agir mal entre os que nos cercam, destruindo toda relação de confiança.

Às vezes, a inveja pode vir porque sonhamos com coisas que estão muito acima das nossas possibilidades. E não podemos alcançá-las porque não temos capacidade pessoal suficiente.

Quando percebemos que os sonhos são apenas sonhos, e vemos alguém perto de nós progredindo em algo, então nos entristecemos por isso, devido aos nossos complexos pessoais.

A inveja também pode se manifestar como alegria no coração. Mas esta alegria não é boa, senão que produz o mal padecido pela pessoa a quem invejamos.

A inveja produz algum efeito espiritual em nossa alma?

A inveja é um pecado mortal: mata a vida de Deus dentro de nós. Por quê? Porque é o contrário da caridade, do amor ao próximo – que é o centro da mensagem cristã.

A caridade busca o bem do próximo, procura não ofendê-lo, ajuda-o a crescer no bem. A inveja, ao contrário, se entristece quando ele se dá bem e se alegra quando ele se dá mal. Ser invejoso, portanto, não é próprio de cristãos maduros na fé.

Existe algum tipo de “inveja boa”?

Podemos sentir tristeza pelo bem alheio, não pelo fato de o outro o possuir, mas pelo fato de isso nos faltar. Se isso é sobre bens honestos, é até saudável sentir esta “inveja”, porque tal sentimento nos motivará a buscar crescer no bem.

É muito bom, por exemplo, “invejar” os santos, porque eles realizaram muitas obras boas; e, como fruto desta “inveja”, podemos procurar crescer nas virtudes.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
invejaMaltristeza
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Papa Pedro João Paulo II Bento XVI Francisco
Reportagem local
Pedro, João Paulo, Bento e Francisco: 4 Papas...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia