Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 30 Outubro |
Santo Angelo de Acri
home iconAtualidade
line break icon

Ofensiva do exército ucraniano para recuperar Slaviansk

<p>O exército ucraniano lançou nesta sexta-feira uma ofensiva para recuperar a cidade separatista pró-russa de Slaviansk (leste), na qual perdeu dois helicópteros, que foram derrubados, e onde observadores da OSCE estão detidos.</p>

AFP - publicado em 02/05/14

O Fundo Monetário Internacional (FMI) aprovou um plano de ajuda de 17 bilhões de dólares para a Ucrânia

O exército ucraniano lançou nesta sexta-feira uma ofensiva para recuperar a cidade separatista pró-russa de Slaviansk (leste), na qual perdeu dois helicópteros, que foram derrubados, e onde observadores da OSCE estão detidos.

As forças ucranianas perderam dois militares na queda dos helicópteros Mi-24, provocada por lança-foguetes portáteis, segundo o ministério da Defesa.

Os serviços de segurança indicaram pouco antes que a queda das aeronaves "mostra que no campo de operações há especialistas militares estrangeiros qualificados, e não apenas civis, como afirma o governo russo".

Segundo a Defesa, isso é obra de "grupos profissionais de sabotagem" e de "militares ou mercenários estrangeiros".

"É um ataque total", declarou à AFP a porta-voz dos rebeldes, que reivindicam a queda do helicóptero.

A ofensiva começou às 04h30 da manhã em Slaviansk e na localidade próxima de Kramatorsk, afirmou o ministro ucraniano do Interior, Arsen Avakov.

Os pró-russos de Slaviansk, liderados pelo prefeito autoproclamado, Viacheslav Ponomarev, detêm há quase uma semana uma equipe de 11 observadores da Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa (OSCE), sete estrangeiros e quatro ucranianos.

Até o momento, as negociações que visam sua libertação não deram resultado.

Slaviansk é uma das doze cidades do leste da Ucrânia sob controle dos separatistas pró-russos, hostis ao poder pró-europeu instalado em Kiev após a queda do presidente Viktor Yanukovytch, em 22 de fevereiro.

Kiev acusa de estar por trás de tudo isso a Rússia, que em março incorporou ao seu território a península da Crimeia.

Moscou desmente esta informação, mas pediu nesta sexta-feira ajuda à OSCE para deter a operação de represália lançada pelas autoridades de Kiev, anunciou a agência oficial Itar Tass.

Dimitri Peskov, porta-voz do presidente russo, Vladimir Putin, afirmou que, "utilizando a aviação para disparar contra localidades civis, o regime de Kiev lançou uma operação de represália que acaba com a última esperança sobre a viabilidade do acordo de Genebra".

A situação na Ucrânia e a libertação dos observadores da OSCE ocupará boa parte das negociações nesta sexta-feira na Casa Branca entre o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e a chanceler alemã, Angela Merkel. Os dois líderes terão sua primeira reunião cara a cara desde o início da crise ucraniana.

– Serviço militar obrigatório –

Considerando que a integridade territorial da Ucrânia está ameaçada, o presidente interino, Olexander Turchynov, reintroduziu na quinta-feira o serviço militar obrigatório na Ucrânia, para tentar enfrentar com meios mais eficazes a deterioração da situação no leste do país.

Pouco antes, 300 manifestantes pró-russos tomaram de assalto em menos de uma hora o Ministério Público regional em Donetsk, mostra da impotência das autoridades ucranianas em manter a ordem nesta província rebelde.

Uma centena de policiais antidistúrbios que tentavam proteger o edifício foram espancados e desarmados antes de abandonar o local, constataram jornalistas da AFP.

Segundo os meios de comunicação locais, homens encapuzados atacaram durante a noite o Ministério Público da cidade de Gorlivka, levaram os computadores e queimaram documentos no pátio do edifício.

Os rebeldes pró-russos, hostis ao poder instalado em Kiev após a queda do presidente Viktor Yanukovytch, seguiram nos últimos dias estendendo seu controle sobre uma série de cidades do leste da Ucrânia.

Em um esforço para privar de argumentos os separatistas, o governo interino de Kiev disse que considera realizar um referendo sobre a unidade e a descentralização do Estado em paralelo à eleição presidencial antecipada de 25 de maio.

O Fundo Monetário Internacional (FMI), que na quinta-feira aprovou um plano de ajuda de 17 bilhões de dólares para a Ucrânia, reconheceu que deverá modificá-lo se Kiev perder definitivamente algumas regiões do leste.

Segundo o FMI, as províncias do leste, como Donetsk, Lugansk ou Kharkiv, representam mais de 21% do PIB do país e 30% de sua produção industrial.

Os 17 bilhões de dólares prometidos pelo FMI, que serão desbloqueados ao longo de dois anos e estão condicionados a um programa de rigor, formam parte de um plano de apoio global de 27 bilhões, no qual também participam União Europeia e Banco Mundial.

Entre as condições impostas pelo FMI figura um aumento de 50% das tarifas de gás aos particulares, aplicada desde quinta-feira. Em dois anos deve ocorrer um novo aumento de 40%.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Mundo
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia