Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 30 Outubro |
Santo Angelo de Acri
home iconAtualidade
line break icon

Ataque do Boko Haram em cidade da Nigéria deixa centenas de mortos

<p>Um ataque do grupo islamita nigeriano Boko Haram provocou centenas de mortes em uma cidade do nordeste da Nigéria, perto da fronteira com Camarões, informaram nesta quarta-feira um senador e várias testemunhas.</p>

AFP - publicado em 07/05/14

A insurgência liderada pelo Boko Haram, que nasceu há cinco anos, fez milhares de vítimas na Nigéria, país mais populoso do continente africano

Um ataque do grupo islamita nigeriano Boko Haram provocou centenas de mortes em uma cidade do nordeste da Nigéria, perto da fronteira com Camarões, informaram nesta quarta-feira um senador e várias testemunhas.

A notícia do ataque à localidade de Gamboru Ngala foi revelada horas depois da ação dos islamitas na segunda-feira.

O senador Ahmed Zanna afirmou nesta quarta-feira à AFP que "o balanço de mortos no ataque se aproxima de 300", enquanto os moradores da localidade informaram que recuperaram mais de 100 corpos até o momento.

Gamboru Ngala fica localizada no estado de Borno, reduto histórico do Boko Haram, que reivindicou o recente sequestro de mais de 200 adolescentes na mesma região.

De acordo com testemunhos de habitantes, os criminosos, que chegaram na cidade em plena luz do dia em veículos blindados e vans pintadas com as cores da polícia e do exército, incendiaram o mercado, o escritório da alfândega, a delegacia da polícia e quase todas as lojas da cidade.

A insurgência liderada pelo Boko Haram, que nasceu há cinco anos, fez milhares de vítimas na Nigéria, país mais populoso do continente africano.

A violência se concentra na região nordeste, onde o Exército realiza uma grande operação há um ano para tentar acabar com a insurgência.

O recurso do exército à milícias privadas, formadas por civis, em sua luta contra os islamitas, fez o Boko Haram se voltar contra populações locais.

Agora, o "Boko Haram ataca aldeias inteiras (…) matando, por vezes, até 200 e 300 homens e mulheres locais" para vingar a cumplicidade de civis com os militares, de acordo com o pesquisador francês Marc-Antoine Pérouse de Montclos.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
ÁfricaMundo
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia