Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 04 Março |
São Casimiro
home iconAtualidade
line break icon

A verdade sobre a relação entre a Santa Sé e a comunidade internacional

Photo/Jean-Marc Ferre

Corrado Paolucci - Aleteia Vaticano - publicado em 08/05/14

Dom Tomasi fala sobre a questão dos abusos sexuais e as medidas de prevenção aplicadas pelo Vaticano

O compromisso da Santa Sé, o encontro do papa com Ban Ki Moon e as últimas notícias sobre o combate aos abusos contra menores: dom Silvano Maria Tomasi, observador permanente da Santa Sé junto à ONU em Genebra, retoma esses temas após o relatório apresentado na última segunda-feira, em que tinha reiterado o compromisso da Santa Sé no combate à tortura e na defesa dos direitos invioláveis ​​da pessoa humana, mencionando também as novidades que o Vaticano está criando no âmbito jurídico, sem esquecer a importância do Evangelho.

Esta foi a conversa que Aleteia teve com ele:

ALETEIA: O Comitê da Convenção contra a Tortura lida com tratamentos cruéis cometidos e, de alguma forma, permitidos dentro de um país. Por que, no caso dos abusos sexuais cometidos por padres e, portanto, ligados a atos de indivíduos particulares, há quem decida envolver o Vaticano em processos jurídicos?

Dom Tomasi: O Comitê da Convenção contra a Tortura abriu uma brecha, por assim dizer, para uma série de questionamentos sobre os abusos sexuais cometidos por pessoas que trabalham para a Igreja porque o artigo 16 da Convenção fala de "tratamentos cruéis, desumanos ou degradantes que não sejam atos de tortura tal como definida no artigo 1º, caso cometidos por funcionário público ou por qualquer outra pessoa no exercício de funções oficiais ou sob sua instigação, ou com o seu consentimento expresso ou tácito". E, com certa legitimidade, parece-me, cabe neste artigo o abuso sexual contra menores. Por esta razão é que estão sendo levantadas as questões sobre a responsabilidade da Igreja no tocante aos padres pedófilos e a casos que ocorreram em vários países do mundo todo. Mas de trata de comportamentos desumanos e não de tortura, que a tortura implicaria a participação de funcionários do Estado, coisa que os sacerdotes não são.

ALETEIA: O Wall Street Journal apontou o dedo, num longo editorial, para as associações que estão exigindo que as Nações Unidas se pronunciem contra o Vaticano e contra a forma como o Vaticano tem lidado com os casos de pedofilia na Igreja. Em particular, o Centro de Direitos Reprodutivos está fazendo lobby para que os ensinamentos do Vaticano sobre a interrupção da gravidez sejam considerados nada menos que "equivalentes a tortura psicológica". O que o senhor pensa disso?

Dom Tomasi: Eu considero que o fato de haver representantes da sociedade civil que participam das atividades das Nações Unidas é uma coisa boa. Infelizmente, algumas dessas organizações não governamentais são um pouco fanáticas ou adotam uma metodologia que é fechada a uma leitura objetiva da realidade.

Em outras palavras, enquanto o funcionamento das Nações Unidas tem uma base democrática, através da representação dos países membros, há ONGs ou funcionários que seguem outras linhas, que seguem as suas crenças pessoais.

Mas isso não afeta de forma alguma a posição jurídica da Santa Sé nas Nações Unidas. Eu diria, na verdade, que, nos últimos meses, a minha pouca experiência aqui em Genebra tem sido a de um grande respeito e solidariedade por parte dos representantes dos países.

Por outro lado, os representantes de algumas organizações não governamentais adotam, às vezes, uma atitude fundamentalista, fechando os olhos para as evidências dos fatos e para o que já foi e está sendo feito, seja em relação a esses problemas dos abusos sexuais, seja em relação a uma mudança de cultura na forma de tratá-los.

ALETEIA: Foi anunciado para o dia 9 de maio o encontro entre o papa e o secretário geral da ONU, Ban Ki-Moon. O senhor pode nos dar uma prévia dos assuntos que eles devem abordar?

  • 1
  • 2
Tags:
Abusos SexuaisMundoVaticano
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
MIRACLE
Maria Paola Daud
Mateo se perdeu no mar… e apareceu nos braços do pai
2
SAINT JOSEPH
Philip Kosloski
10 coisas sobre São José que você precisa saber
3
MADONNA
Maria Paola Daud
A curiosa imagem da Virgem Maria protetora contra o coronavírus
4
Milagre eucarístico de Lanciano
Reportagem local
Os milagres e a ciência confirmaram juntos o tipo sanguíneo de Je...
5
SAINT JOSEPH
Philip Kosloski
Quantos anos tinha São José quando Jesus nasceu?
6
Santo Sudário
Aleteia Brasil
Manchas do Santo Sudário são do sangue de alguém que sofreu morte...
7
CHRZEST
Reportagem local
2 homens ou duas mulheres podem ser padrinhos de Batismo da mesma...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia