Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia
María Álvarez de las Asturias
Como ajudar um casal que se separou?
Padre Reginaldo Manzotti
Oração para pedir luz ao Senhor
Padre Reginaldo Manzotti
5 lições de vida para ser feliz
Prosa e Poesia
Os recomeços
Vatican News / Redação da Aleteia
Papa aos juízes: não buscar interesse pessoal

A pioneira nos estudos de computação? Uma freira

© DR
Compartilhar

Irmã Mary Kenneth Keller foi a primeira americana a ter um doutorado em Ciências da Computação

A Irmã Mary Kenneth Keller foi a primeira mulher de nacionalidade norte-americana a ter um doutorado em Ciências da Computação, consentido em 1965 na Universidade de Wisconsin-Madison. A sua tese tinha como título “Inferência indutiva dos modelos gerados pelo computador”.

A religiosa fez os votos como Irmã da Caridade em 1940, fazendo em seguida um bacharelado em Matemática e outro em Matemática e Física na Universidade DePaul. Estudou também na Dartmouth College, trabalhando no centro de ciências de computação no Instituto – mesmo na época sendo reservado aos homens -, onde ajudou a desenvolver a linguagem BASIC.

A religiosa, que escreveu quatro livros sobre a ciência da computação, acreditava no potencial do computador para aumentar o acesso a informação e promover a instrução.

Em 1965, depois de ter conseguido o seu doutorado, fundou o departamento de ciências da computação no Clarke College de Dubuque (Iowa), permanecendo ali por vinte anos. O Clarke College tem agora o Keller Computer Center and Information Services, intitulado à Irmã e que fornece apoio em computação e telecomunicação aos estudantes da faculdade, aos membros da faculdade e ao staff. A faculdade instituiu também a Mary Kenneth Keller Computer Science Scholarship, uma bolsa de estudo em sua homenagem.

Sabe-se muito pouco da vida da Irmã Mary Kenneth Keller antes de sua experiência universitária. Não é certo nem mesmo o ano de seu nascimento, que deveria ter ocorrido em meados de 1914 em Ohio. A religiosa morreu em 1985. Ingressou nas Irmãs da Caridade em 1932 e professou os votos oito anos depois.

O Dartmouth College mudou as regras que baniam as mulheres do seu centro de computação, permitindo-lhes ajudar e desenvolver a linguagem BASIC. Antes disso apenas matemáticos e cientistas podiam escrever o custom software. O BASIC deixou o uso do computador acessível a uma faixa muito mais ampla da população.

A Irmã Mary Keller queria fornecer o acesso à informática a qualquer um, não somente aos estudiosos de computador, e sonhava com um mundo no qual os computadores tornariam as pessoas mais inteligentes, ajudando-as também a pensar por si.

“Pela primeira vez”, afirmou em uma entrevista “agora podemos simular mecanicamente o processo cognitivo. Podemos completar estudos em inteligência artificial. Além disso, este mecanismo [o computador] pode ser usado para auxiliar as pessoas no aprendizado. Visto que com o tempo teremos alunos mais maduros e em qualidade superior, este tipo de ensinamento será provavelmente sempre mais importante” (mentalfloss.com, 14 de outubro de 2013).

Aleteia Top 10
  1. Lidos