Aleteia
Quinta-feira 22 Outubro |
São Moderano
Atualidade

Presidente iraniano mostra otimismo em relação a acordo nuclear

<p>(Arquivo) O presidente do Irã, Hassan Rouhani</p>

AFP - publicado em 19/05/14

As negociações buscam limitar o programa nuclear iraniano para garantir um caráter exclusivamente civil

As negociações entre o Irã e as grandes potências sobre o programa nuclear de Teerã resultarão em um acordo, "apesar das dificuldades", já que é conveniente para todos, afirmou o presidente iraniano, Hassan Rouhani.

A quarta rodada de negociações entre Irã e o grupo de países 5+1 (China, Estados Unidos, França, Reino Unido, Rússia e Alemanha) não conseguiu avançar para um acordo final sobre o polêmico programa nuclear de Teerã.

No entanto, as duas partes manifestaram o desejo de prosseguir com as negociações para acabar com 10 anos de crise. Uma nova reunião está prevista para junho.

"As negociações entre o Irã e os países do grupo 5+1 resultarão em um acordo, apesar das dificuldades, já que interessa a todos ter um acordo conveniente", declarou o presidente Rouhani, citado pela agência oficial Irna.

As negociações buscam limitar o programa nuclear iraniano para garantir um caráter exclusivamente civil, em troca da suspensão das sanções econômicas que asfixiam o país.

Após um acordo de seis meses anunciado em novembro em Genebra e que começou a ser aplicado em 20 de janeiro, o Irã interrompeu as atividades nucleares sensíveis em troca de uma suspensão parcial das sanções ocidentais.

"O objetivo da República Islâmica é desenvolver uma tecnologia atômica civil e seguirá (este objetivo). Mas, ao mesmo tempo, queremos chegar a um acordo comum, pois é do interesse de todos", disse Rouhani.

"A nação iraniana não teme as sanções", completou o chefe de Estado.

Segundo a imprensa iraniana existem várias divergências entre o Irã e as grandes potências, principalmente sobre o enriquecimento de urânio (o número e o tipo de centrífugas e a quantidade de urânio produzido), o reator de água pesada de Arak, o programa de pesquisa e desenvolvimento no setor nuclear, a suspensão das sanções econômicas e a rejeição de Teerã de integrar às discussões o programa balístico.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Pecado
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
CARLO ACUTIS
John Burger
Como foram os últimos dias de vida de Carlo A...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
nuvens sinais
Reportagem local
Estão sendo fotografados "sinais do céu"?
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Char...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia