Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Redes sociais, parte integrante do dia

Sauromatum Design
Compartilhar

Será que foram as redes sociais que abriram novas oportunidades?

O modo de fazer comunicação está mudando. Se as redes sociais são canais, as mudanças de linguagem são muito mais amplas. Não importa o papel a se desempenhar, nem todos como protagonistas: o importante é escapar da rotina diária.

Nos fatos, na vida real e no dia a dia, é impossível fazer parte de tantas histórias ao mesmo tempo. Este é o “poder” que as redes sociais nos levam a ter. A cada dia, em cada meio diferente, nós nos envolvemos em histórias que contam fatos ocorridos, o que está acontecendo e aquilo que virá. Tocar estas histórias não significa tocar elementos físicos, mas ser totalmente envolvido e sentir o poder de modificá-las.

Ser memorável: este é o desejo (nem sempre alcançado) de muitas empresas e marcas. Há pouco tempo, as maneiras para ser memorável eramestavam mais ligadas à capacidade de produzir verdadeiras e próprias histórias, ao invés de levar as pessoas para dentro da história.

Com o passar dos anos, surgiu a ideia de interatividade. A famosa web 2.0, que buscava uma interação daqueles do outro lado da tela, invadiu a vida de todos. Hoje, a proposta mudou! Muitas vezes, as pessoas pensam numa marca como sendo “sua”. Será que foram as redes sociais que abriram novas oportunidades?

Ter a possibilidade de vários meios para interação nas próprias mãos, como acontece com a difusão dos smatphones, em parte fez com que as redes sociais modificassem profundamente o modo pelo qual o consumidor se informa. É o ato de buscar informações, compartilhar com os próprios contatos e participar ativamente do sucesso e insucesso dos produtos. Trata-se de uma abordagem que deu sempre mais consciência às pessoas de poder ter um papel importante. 

O tempo da comunicação mudou, mas não mudaram as relações entre as marcas e as pessoas. A disputa assídua cresce ainda mais com os desafiantes meios das redes sociais para promover o produto e/ou marca, buscando sempre chegar em primeiro lugar ao cliente.

Numa grande disputa desta corrida, existem sempre diversas oportunidades sobre muitos e diferentes níveis, em que as marcas contam histórias capazes de envolver as pessoas. Em alguns casos, se trata somente de utilizar canais diversos daqueles usados no passado; em outros, de conceber a modernidade com um envolvimento todo novo, mas que garanta efeito. Acima de tudo, criar uma relação verdadeira com o cliente. 

Por fim, as marcas de sucesso não são aquelas que só falam de seus produtos e pronto, mas as que sabem criar relações com as pessoas e entre as pessoas, gerando um valor que se reflete em suas vidas. Sendo assim, hoje, as grandes marcas que buscam usar as redes sociais têm um grande aliado a seu favor. 

(Texto com base nas notícias do Wired.it)

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.