Aleteia
Quarta-feira 28 Outubro |
São Sálvio
Atualidade

Papa Francisco: Rezem comigo pela paz

MASSIMILIANO MIGLIORATO/CPP

Vatican News - publicado em 06/06/14

"Ofereço a minha casa no Vaticano para hospedar este encontro de oração", disse o Santo Padre

O briefing desta manhã na Sala de Imprensa da Santa Sé teve como tema a iniciativa “Invocação da Paz”, para a qual o Papa Francisco ofereceu o Vaticano, convidando os presidentes Shimon Peres e Mahmoud Abbas para juntos invocarem a paz. O evento acontecerá na tarde do próximo domingo, 8 de junho. 

Durante a viagem à Terra Santa, o Papa fez o seguinte convite: “Desejo fazer um convite a Vossa Excelência, Senhor Presidente, e ao Senhor Presidente Mahmoud Abbas para elevarem, juntamente comigo, uma intensa oração, implorando de Deus o dom da paz. Ofereço a minha casa, no Vaticano, para hospedar este encontro de oração. Todos desejamos a paz; tantas pessoas a constroem dia a dia com pequenos gestos; muitos sofrem e suportam pacientemente a fadiga de tantas tentativas para a construir. E todos – especialmente aqueles que estão colocados ao serviço do seu próprio povo – temos o dever de nos fazer instrumentos e construtores de paz, antes de mais nada na oração. Construir a paz é difícil, mas viver sem paz é um tormento. Todos os homens e mulheres desta Terra e do mundo inteiro pedem-nos para levarmos à presença de Deus a sua ardente aspiração pela paz”.

O evento terá início na tarde deste domingo, 8 de junho, com a chegada dos presidentes, e logo em seguida do Patriarca Ecumênico Bartolomeu, que já se encontra em Roma. O momento de oração acontecerá nos Jardins Vaticanos, exatamente num gramado triangular localizado entre a Casina Pio IV, a Academia das Ciências e os Museus Vaticanos. Este triângulo se encontra direcionado a cúpula da Basílica de São Pedro.

As delegações e os músicos estarão presentes. O Papa ficará entre os dois presidentes, Peres e Abbas. Após a abertura musical, acontecerão os momentos em ordem cronológica, de acordo com as religiões. Ou seja, inicia-se com o momento judaico, depois o cristão e logo em seguida o muçulmano. 

No início, as orações serão de agradecimento pela Criação, depois um momento de pedido de perdão e logo em seguida a invocação pela paz. Nos três momentos, as três religiões rezarão unidas. 

O gesto de paz provavelmente será o aperto de mão entre eles, mas também plantarão uma oliveira, gesto habitual nestes momentos em que se reza ou se realiza um encontro pela paz.

“É um momento de invocação, de oração, mas sobretudo de invocação a Deus pelo dom da paz. É uma pausa em relação à política: o Papa não quer entrar em questões políticas do conflito entre Israel e a Palestina, que todos conhecem. A política tem suas dinâmicas, os seus tempos, os seus respiros; o desejo do Papa é de levantar o olhar e ir um pouco além do aspecto político, convidando também os políticos a fazerem uma pausa”, disse o Pe. Pizzaballa, custódio da Terra Santa, também presente no briefing desta manhã. 

“Naturalmente, ninguém tem a presunção de acreditar que depois deste evento a paz acontecerá na Terra Santa, mas a intenção e a ideia é fazer um gesto forte como este para levar ao âmbito da discussão política também este respiro amplo, de visão do alto e para o alto. Também para ter um impacto sobre a opinião pública. A paz não se constrói apenas nas salas da política, mas também com o consentimento popular”, completou Pizzaballa. 

“Não é um encontro de oração inter-religioso, é um encontro de invocação pela paz dos povos palestino e israelense, que são compostos por judeus, cristãos e muçulmanos. Se a oração é diferente, do ponto de vista das comunidades de fé, a intenção é que os dois países, representados pelos dois presidentes, se unam em oração”, concluiu o custódio. 

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
CristãosjudeusMuçulmanosPapa FranciscoPazromaTerra SantaVaticano
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Pe. Zezinho
Francisco Vêneto
Duas emissoras brasileiras deturpam fatos em ...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia