Aleteia
Sexta-feira 23 Outubro |
São Paulo Tong Viet Buong
Atualidade

Brazuca: a bola que vale dois meses de salário

DR

Adidas soccer world cup 2014

Mathilde Dehestru - publicado em 09/06/14

No Paquistão, os trabalhadores recebem uma miséria pela confecção da preciosa bola da Copa do Mundo do Brasil

Enquanto a Copa do Mundo se aproxima, a brecha entre os recursos dedicados ao acontecimento e o nível de vida dos brasileiros cresce cada vez mais.

A Copa será realizada em um país no qual os habitantes não têm dinheiro para assistir aos jogos, e as grandiosas obras construídas para a competição acabaram simplesmente expulsando os cidadãos brasileiros.

Os duvidosos preparativos para a Copa foram denunciados no mundo inteiro.

O país emergente que recebe o evento este ano exibe uma gritante desigualdade econômica e não conseguiu evitar os escândalos.

Violência, expulsões, falta de respeito aos direitos humanos: o Brasil transformou este acontecimento esportivo em uma oportunidade mundial para denunciar todos os abusos causados pela corrupção do vergonhoso negócio do futebol.

Os convites ao boicote nas redes sociais – “Não vai ter Copa” – mobilizam milhares de internautas, e a hashtag #BoicoteCopa lidera as tendências no Twitter.

Mas o último escândalo não se situa no Brasil, e sim no Paquistão. A equipe paquistanesa de futebol está na 159ª posição do mundo e não se classificou para a Copa.

No entanto, os operários da Forward Sports esperam quase com impaciência a chegada do dia 12 de junho, em sua pequena localidade ao leste do Paquistão. Sua atenção não se centrará no Messi ou no Neymar, mas na Brazuca, essa bola branca salpicada de curvas pretas e multicoloridas da gigante Adidas, nascida das suas mãos.

A empresa paquistanesa poderia se gabar de ter conseguido do contrato para fabricar a preciosa Brazuca; mas a decisão, que se explica pelos baixíssimos custos de fabricação, não agrada todo mundo.

O preço da bola é duas vezes maior que o salário das jovens paquistanesas que a confeccionaram. Enquanto cada bola é vendida a 130 euros (395 reais) nas lojas, os operários não chegam aos 74 euros mensais (225 reais) pela sua confecção.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
BrasilEsporte
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
nuvens sinais
Reportagem local
Estão sendo fotografados "sinais do céu"?
Extremistas queimam igrejas no Chile
Francisco Vêneto
Por que queimam igrejas: Dom Henrique e Pe. J...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia