Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 03 Agosto |
home iconReligião
line break icon

O futuro do cristianismo nos Estados Unidos

Grant MacDonald

Joe Carter - publicado em 14/06/14

Será que encontramos um indicador espiritual para prever o cenário das próximas décadas?

Se você quer (tentar) prever o futuro da economia de um país, não faltam métricas à sua disposição. Alguns dos principais indicadores têm base ampla, como os rumos do índice Standard & Poor’s 500, do mercado de ações, enquanto outros, como a construção de novas unidades habitacionais privadas, se concentram em setores específicos da economia.

Também existem alguns indicadores que parecem bizarros, mas têm relação com o ciclo econômico. O Índice da Bainha, por exemplo, é uma teoria apresentada pela primeira vez por um economista em 1926: ele sugere que as bainhas dos vestidos das mulheres sobem juntamente com os preços das ações. Parece bastante bobo, mas, em 2010, uma pesquisa confirmou essa curiosa correlação.

Em contraste com os inúmeros indicadores sobre o futuro da economia, há poucos índices que preveem os rumos espirituais futuros de um país. É por isso que eu quero chamar a atenção para um indicador espiritual incomum: o número anual de batismos na Convenção Batista do Sul (SBC, na sigla em inglês).

O Dr. Paige Patterson, presidente do maior seminário da SBC, escreveu recentemente: "A única estatística que me preocupa é a diminuição de batismos. Mas, embora aumentar os batismos não deva ser o foco da SBC, nem de qualquer outra denominação, eu acredito que este dado pode servir como uma prévia do crescimento ou do declínio do cristianismo".

Nós, cristãos, acreditamos que a propagação da fé depende, em última análise, da ação do Espírito Santo. Mas também reconhecemos que Jesus nos encarregou de levar a sua mensagem para o mundo todo. Jesus disse: “Ide, fazei discípulos em todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo e ensinando-os a obedecer a tudo o que eu vos mandei” (Mateus 28,19-20). Os batistas do sul levam este mandamento tão a sério que, em 2012, a SBC adotou um nome auxiliar para as suas igrejas-membros: "Batistas do Grande Envio".

Para se filiar a uma igreja da SBC, qualquer indivíduo precisa ser batizado por imersão, um "ato de obediência que simboliza a fé do crente no Salvador crucificado, sepultado e ressuscitado, a morte do crente para o pecado, o enterro da vida antiga e a ressurreição para caminhar na novidade da vida em Cristo Jesus". Depois do batismo, espera-se que o novo crente assuma o seu papel na evangelização e nas missões, abraçando o Grande Envio a "fazer discípulos em todas as nações".

Os novos batismos registrados pelas igrejas da SBC, portanto, podem servir como métrica peculiar para identificar um novo crente disposto a compartilhar a mensagem do cristianismo com o resto do mundo. Esta métrica serve apenas para contabilizar "novos crentes", já que os cristãos vindos de outras tradições de fé não precisam repetir o ritual do batismo na SBC.

Há limites nessa métrica, é evidente, mas há várias razões, ainda assim, para considerarmos que os batismos na SBC podem predizer o futuro do cristianismo nos Estados Unidos.

1. O efeito magnitude

A SBC é grande. Com quase 16 milhões de membros, é o maior corpo protestante dos Estados Unidos e a segunda maior entidade cristã do país, depois da Igreja católica. Devido ao seu tamanho, os “elementos cristãos gerais” presentes na SBC podem servir como amostra potencialmente representativa do que está acontecendo no cristianismo norte-americano como um todo. Se os batismos estão aumentando ou diminuindo na SBC, o número de norte-americanos que se tornam cristãos (em qualquer denominação) tenderá igualmente a ser crescente ou decrescente.

2. O efeito autonomia

A SBC é uma organização descentralizada, composta por 46.034 igrejas locais e autônomas. Cada igreja da SBC é uma congregação de crentes batizados que toma as suas próprias decisões sobre recursos humanos, orçamento, programas, etc. Nenhuma organização, nem a própria SBC, detém autoridade sobre elas. Esta autonomia ajuda naquilo que os cientistas sociais chamam de “experimentos naturais”. Como as igrejas individuais não recebem diretrizes centrais sobre como realizar a evangelização e a missão, cada igreja local tem que descobrir o que funciona para o seu próprio caso. Podemos enxergar, portanto, de acordo com o número de novos batismos nas igrejas individuais, o que está atraindo novos crentes para a fé cristã em geral.

  • 1
  • 2
Tags:
CristianismoMundoPapaReligião
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
Batizado de Davi Henrique, 6 anos
Reportagem local
Davi, de 6 anos, reclama do padre no batizado: “Tá sabendo ...
2
Sintomas da depressão
Reportagem local
8 sintomas físicos da depressão: fique atento a si mesmo e ao seu...
3
Reportagem local
Gritos levam polícia à casa de dois idosos, que choravam copiosam...
4
SIMONE BILES
Cerith Gardiner
Simone Biles deixa as Olimpíadas com uma lição importante para to...
5
Philip Kosloski
Mesmo com ouro e glória, Michael Phelps foi ao fundo do poço – ma...
6
Pessoa idosa rezando o terço
Reportagem local
Brasil: carta de despedida de bisavó de 96 anos comove as redes s...
7
HIDILYN DIAZ
Cerith Gardiner
Olimpíadas: depois de ganhar o ouro, atleta exibe outra medalha e...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia