Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 28 Outubro |
São Sálvio
home iconEstilo de vida
line break icon

A fé dos jogadores de futebol

MEXSPORT/ OSVALDO AGUILAR

BRASIL, NATAL : Foto de accion durante el partido correspondiente al Grupo A, Mexico vs Camerun, Partido numero 2 del Mundial de Futbol Brasil 2014, en la foto: JAVIER HERNANDEZ<br /> <br /> 13/06/2014/ MEXSPORT/ OSVALDO AGUILAR

Aleteia Vaticano - publicado em 17/06/14

Conheça as expressões de religiosidade de jogadores do mundo inteiro

O Brasil é o centro da atenção mundial e, graças à mídia, a 20ª edição da Copa do Mundo é acompanhada por milhões de pessoas no mundo inteiro, em um dos acontecimentos mais vistos da história.

O esporte, mais que simples entretenimento, é um vínculo de convivência e paz. No entanto, no Brasil, houve protestos recentemente devido aos altos investimentos do governo do país na organização da Copa.

O futebol sempre despertou paixões no público. Homens, mulheres, crianças e adultos estão entre os torcedores. Não foi por acaso que o Papa João Paulo II disse, em 2000: “O futebol é um método excelente para promover a solidariedade em um mundo influenciado pelas tensões étnicas, sociais e econômicas”.

O Papa Emérito Bento XVI, por sua vez, interessado pelo impacto destes eventos massivos na sociedade global, disse que “não há quase nenhum outro acontecimento na terra que alcance uma repercussão tão vasta, o que demonstra que, com isso, se toca algo radicalmente humano, e vale a pena perguntar-se onde se encontra o fundamento deste poder em um jogo”.

Todos sabem que o Papa Francisco é um grande fã do futebol, e inclusive é sócio torcedor de um time argentino. Alguns jogadores já foram até o Vaticano para cumprimentá-lo. Em uma das suas homilias da viagem ao Rio de Janeiro, durante a JMJ, o Papa usou metáforas alusivas ao futebol.

Vários papas coincidiram em que estes eventos precisam ser aproveitados para promover valores e inclusive dar testemunho de e evangelizar. De fato, por meio de gestos simples e espontâneos de alguns jogadores, treinadores e torcedores, isso se torna possível.

No contexto de uma exposição realizada no Museu da Basílica de Guadalupe em 2006, intitulada “Paixão e Fé”, o então reitor do santuário, Diego Monroy, destacou que, em alguns encontros esportivos, há surpreendentes momentos místicos, sinceros momentos de euforia, quando alguns jogadores fazem o sinal da cruz antes de pisar o gramado; outros se ajoelham e apontam para o céu depois de fazer um gol.

Há ainda os que confiam suas ações a Deus e reconhecem os dons recebidos dele, e aqueles que carregam símbolos religiosos, como terços, escapulários, medalhas e também camisetas com estampas de Nossa Senhora por baixo da camisa do uniforme.

A lista de jogadores que recorrem a esta prática é enorme, mas podemos citar como exemplo alguns de fama internacional, como Pelé, Maradona e Hugo Sánchez, ou outros, como Cuauhtémoc Blanco, Rafael Márquez Lugo, “El Bofo” Bautista, Juan Carlos Medina, Yegros, “Kikín” Fonseca etc.

Javier el “Chicharito” Hernández disse várias vezes que suas preces, antes de começar cada partida, “são uma rotina importante para mim, não uma superstição”.

Estes gestos nos fazem recordar o Evangelho de São Mateus (10, 32-33): “Quem der testemunho de mim diante dos homens, também eu darei testemunho dele diante de meu Pai que está nos céus. Aquele, porém, que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante de meu Pai que está nos céus”.

Certamente, algumas pessoas ou instituições tentaram intimidar alguns jogadores, proibindo estas práticas religiosas que são realizadas em plena liberdade, de acordo com o direito natural à liberdade de expressão, garantido nos direitos humanos.

Ainda assim, os próprios jogadores e técnicos, em entrevistas à mídia, em geral agradecem a Deus e a Nossa Senhora pelos dons e favores recebidos durante os treinamentos e partidas.

Outros exemplos

Durante a Copa da África do Sul em 2010, houve várias demonstrações espontâneas de que acabaram sendo transmitidas pela mídia.

Por exemplo, o atacante Wayne Rooney, de origem irlandesa e estrela do time, declarou que carregava um terço no pescoço desde o seu casamento, quatro anos antes, e que inclusive ele poderia ter sido padre, porque gostava muito da educação religiosa que recebeu quando criança.

  • 1
  • 2
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Esporte
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Pe. Zezinho
Francisco Vêneto
Duas emissoras brasileiras deturpam fatos em ...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia