Aleteia
Sexta-feira 23 Outubro |
São Paulo Tong Viet Buong
Atualidade

Os escravos dos tempos modernos

Daniel Gaspar | Família Cristã

Daniel Gaspar | Fam&iacute;lia Crist&atilde;<br /> &nbsp;

Família Cristã - publicado em 18/06/14

Tráfico de seres humanos é realidade em Portugal também

A polícia teve de saltar o muro para socorrer a X. Estava presa em casa há mais de um ano quando os agentes da GNR a foram salvar das mãos de um senhor mais velho que a tinha "mandado" vir da Guiné-Bissau com a promessa de poder continuar os estudos que tinha iniciado no seu país. Iludida com esta promessa, X aceitou casar com o homem em questão, já que este lhe disse que só assim poderia entrar em Portugal e ficar a residir cá legalmente.

Quando chegou ao nosso país, foi fechada numa casa isolada e rodeada por muros altos e obrigada a ter relações sexuais não consentidas com ele durante todo o tempo que esteve lá em casa. Sob ameaça de violência física, que era cumprida repetidamente, quer ela colaborasse, quer não colaborasse, X nunca teve coragem de tentar fugir, pois receava ser presa pelas autoridades, já que era esse medo que lhe tinha sido incutido no pensamento pelo homem que a mantinha cativa. Era obrigada a cozinhar para ele, a fazer as lides da casa, tudo sem receber qualquer remuneração, e ainda tinha de manter todas as relações conjugais que ele exigia.

Esta história trágica, que está em julgamento, é uma igual a tantas outras que existem no nosso país. Poderíamos pensar que o fenómeno do tráfico de seres humanos era uma realidade apenas nos países em vias de desenvolvimento, mas tal não é verdade. Cláudia Pedra, investigadora do Instituto de Estudos Estratégicos e Internacionais (IEEI), baseia-se no estudo «A Proteção dos Direitos Humanos e as Vítimas de Tráfico de Pessoas», apresentado em outubro de 2012, que denunciava a existência de 250 a 270 vítimas de tráfico no nosso país. Segundo a investigadora, os números são quase «três vezes superiores aos que o Governo anuncia». Portugal é destino de chegada e trânsito para a maioria das vítimas, embora 9% das vítimas identificadas por este estudo sejam portuguesas.

Ninguém sabe bem a verdade sobre esta realidade, para sermos justos. É um mundo sombrio, onde quem está não fala e quem não está desconhece por completo. São círculos fechados, que inspiram tanto medo em quem é atingido por eles, que poucos são os que têm coragem de se chegar à frente.

Uma vida a olhar por cima do ombro, de insegurança, é precisamente o que as organizações de apoio às vítimas de tráfico procuram impedir. Em Portugal, existem instituições do Estado e muitas outras particulares, de âmbito religioso ou não, que prestam este serviço. Mas o seu trabalho não é fácil. «O Estado tem uma casa de proteção para vítimas, e obriga as instituições que assinalam vítimas de tráfico a enviá-las para lá. Mas muitas não querem ir, porque se sentem seguras na instituição que as acolheu, e isto torna o processo muito complicado», desabafa. Também o estudo apresentado no início do ano passado é crítico em relação ao Estado. Nas conclusões pode ler-se que 53% das vítimas identificadas não receberam qualquer apoio e que, das que receberam, 74% foi dado por ONG, 14% pelo Estado e 12% por instituições religiosas. Para além disso, o estudo refere que há uma «insuficiência do sistema de proteção e apoio às vítimas» em termos «qualitativos» e «quantitativos».

Podem ler todo o artigo na edição de junho da revista Família Cristã. Em baixo ficam alguns dos indicadores que permitem identificar uma pessoa vítima de tráfico. Porque é dever de todos estarmos atentos…

Pessoas que foram traficadas podem, entre outros:• acreditar que devem trabalhar contra a sua vontade;
• ser incapazes de abandonar o seu ambiente de trabalho;
• mostrar sinais de que os seus movimentos estão a ser controlados;
• sentir que não podem sair;
• mostrar medo ou ansiedade;

  • 1
  • 2
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
DescansoPecadotrafico
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
nuvens sinais
Reportagem local
Estão sendo fotografados "sinais do céu"?
Extremistas queimam igrejas no Chile
Francisco Vêneto
Por que queimam igrejas: Dom Henrique e Pe. J...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia