Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

O gol mais rápido da Copa do Mundo

© CARL DE SOUZA / AFP
BRAZIL, Natal : US forward Clint Dempsey celebrates after scoring during a Group G football match between Ghana and US at the Dunas Arena in Natal during the 2014 FIFA World Cup on June 16, 2014. AFP PHOTO / CARL DE SOUZA
Compartilhar

O autor do gol foi o americano Clint Dempsey: “Minha fé em Cristo é o que me dá confiança para o futuro”

O capitão da seleção americana fez o gol mais rápido desta Copa do Mundo e o dedicou a sua irmã mais velha, Jennifer, jogadora de tênis, que faleceu quando tinha 16 anos por causa de um aneurisma cerebral. 

Clint Dempsey nasceu no Texas. Quando começou a jogar futebol seus pais o fizeram parar para poder pagar as aulas de tênis da irmã. Clint sempre se lembra do momento quando seus pais o chamaram para dizer que a irmã havia desmaiado, sido levada ao hospital e falecido.

Em entrevista ao The Guardian em 2010, Dempsey contou que meses antes de sua irmã falecer, havia tido uma conversa com ela sobre morte. Sua irmã lhe disse: “Se algum dia eu morrer, ajudarei a bola a entrar na rede”, por isso cada vez que o jogador faz um gol, olha para o céu e lembra da irmã.

Na última terça-feira, 17 de junho, fez o gol da vitória dos Estados Unidos sobre Gana, 2 a 1, foi o quinto mais rápido da história dos mundiais e o mais rápido feito por ele. 

“Minha fé em Cristo é o que me dá confiança para o futuro. Sei que nas boas e nas más Ele é fiel e me cuidará. Rezo para ter força enquanto avanço no caminho que tenho diante de mim. Jogo com o melhor das minhas capacidades e agradeço pelas muitas oportunidades e os grandes êxitos que Ele me deu. Em tudo quero fazer o correto, não cometer erros, ter uma vida que Lhe agrade”, declarou Clint Dempsey ao Christian Post em um recente artigo.

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.