Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 30 Outubro |
Santo Angelo de Acri
home iconAtualidade
line break icon

Marinha italiana encontra 30 corpos em barco de imigrantes

<p>Trinta corpos foram encontrados no domingo à noite em um barco lotado de imigrantes no canal da Sicília</p>

AFP - publicado em 30/06/14

"Uma equipe médica declarou que as causas dessas mortes provavelmente são asfixia e afogamento

Trinta corpos foram encontrados no domingo à noite em um barco lotado de refugiados no canal da Sicília, última tragédia de imigração, ainda que a Marinha tenha conseguido resgatar 5.000 pessoas durante o fim de semana.

Neste contexto, a União Europeia prometeu mais ajuda à Itália para lidar com a questão da imigração.

"No domingo à noite, durante uma operação de socorro e inspeção em uma embarcação, trinta cadáveres foram encontrados", informou nesta segunda-feira em um comunicado a Marinha italiana, confirmando informações da imprensa.

"Uma equipe médica declarou que as causas dessas mortes provavelmente são asfixia e afogamento, e desaconselhou a retirada dos corpos em razão do pouco espaço", acrescenta o comunicado.

Procurada pela AFP, a Marinha em Roma não soube dar outras informações. Ela confirmou a possibilidade de ter entrado água na embarcação, o que explicaria a morte de alguns refugiados por afogamento e a de outros por asfixia por falta de espaço.

A descoberta macabra aconteceu no momento em que militares subiram a bordo de um pesqueiro que transportava 590 refugiados e imigrantes. O objetivo era deixar em terra firme às pessoas mais necessitadas, incluindo duas grávidas.

A embarcação começou a ser rebocada pelo navio "Grecale" da Marinha italiana e deve chegar a Pozzallo, na região de Ragusa (sudeste da Sicília), ainda nesta segunda-feira, enquanto o desembarque dos corpos das vítimas esta previsto para terça-feira de manhã.

"É uma situação de emergência que não podemos enfrentar sozinhos", advertiu Luigi Ammatuna, prefeito de Pozzallo, afirmando que o cemitério local não poderia receber, por falta de espaço adequado, os 30 cadáveres.

"Também é impossível acolher os cerca de 900 imigrantes que estão prestes a desembarcar porque os centros de acolhida de nossa região estão lotados", acrescentou.

"É urgente multiplicar os esforços na luta contra as organizações criminais", assegurou por sua vez a comissária para os Assuntos Europeus, Cecilia Malmstrom, ante o crescente tráfico de imigrantes ilegais e refugiados.

"Vamos desbloquear quatro milhões de euros de ajuda à Itália", prometeu Malmström.

Esta nova tragédia provocou a ira do partido anti-imigração da Liga do Norte, que denunciou "as camisas ensanguentadas" do chefe de governo Matteo Renzi e de seu ministro do Interior Angelino Alfano.

É preciso parar as partidas

"Trinta novos mortos em uma embarcação. Trinta novos mortos para pesar na consciência" daqueles que defende a operação "Mare Nostrum" (nome que os romanos davam ao Mar Mediterrâneo), iniciada pela Itália em 2013 após dois terríveis naufrágios, um na região de Lampedusa e outro perto de Malta, que deixaram quase 400 mortos, escreveu em seu Facebook Matteo Salvini, o chefe da Liga do Norte.

"É preciso parar as partidas, ajudar na casa deles, imediatamente. As camisas de Renzi e Alfano estão ensanguentadas", ressaltou Matteo Salvini.

A Liga do Norte, assim como outros partidos membros da direita italiana, consideram que a operação "Mare Nostrum" encoraja os imigrantes, enquanto o governo de esquerda de Matteo Renzi, apoiado por seu aliado de centro-direita, o NCD do qual Angelino Alfano é líder, assegura que esta operação é indispensável para salvar vidas humanas.

De fato, quase 5.500 refugiados foram salvos apenas neste fim de semana pela Marinha e dois cargueiros particulares.

Desde o início do ano, segundo as autoridades, mais de 65.000 imigrantes e refugiados, incluindo os 5.000 deste fim de semana, fugindo das guerras e da miséria, desembarcaram na Itália.

O recorde de 2011, quando o número de imigrantes atingiu as 63.000 pessoas em razão da Primavera Árabe, já pode ter sido ultrapassado, enquanto que o verão apenas começou e que as boas condições climáticas deve incitar dezenas de milhares de outros refugiados a tentar a travessia.

A Itália obeteve um reforço da Frontex, a agência de monitoramento das fronteiras da Europa, e um apoio adicional para gerenciar o fluxo de imigrantes. Mas o país deseja da União Europeia, e em particular dos países do norte da Europa, uma maior solidariedade na recepção desses imigrantes.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
MigrantesMundo
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia