Aleteia
Terça-feira 20 Outubro |
São Cornélio
Religião

O Papa que testemunha um método

© MASSIMILIANO MIGLIORATO/CPP

Aleteia Brasil - publicado em 08/07/14

Entrevista com Dom Giancarlo Maria Bregantini, arcebispo da região de Molise, após a visita do Papa Francisco

Os gestos mais uma vez são o que mais comovem após uma viagem do Papa Francisco. A Aleteia entrevistou o arcebispo da região de Molise, após a visita do Papa no final de semana passado.

Em Molise o Papa Francisco falou de problemas comuns em diversas periferias: o trabalho, a dignidade da pessoa etc. O que o senhor percebeu nas palavras do Papa?

Antes de tudo gostaria de ressaltar que o método usado pelo Papa é o de sempre, o dos sinais, neste caso: um dia inteiro dedicado a uma região tão pequena. O Papa estava visivelmente sereno, paciente, não estava cansado e prestou atenção a cada particularidade. O que ele fez, ao meu ver, é importante porque não deu receitas, mas um método. Ele nos disse que devemos pegar nas mãos a própria história e fazer um pacto com o trabalho nas instituições, encontrando uma via para resolver junto os problemas. Ele ressaltou a busca por uma ligação com a Europa, para que isso possa dar verdadeiramente um futuro.

A escolha de Bergoglio – de encontrar um região como Molise – foi uma mensagem universal para as “periferias existenciais”?

As periferias são um tema que nós vemos sempre, mas que o Papa não apenas mostra, ele as introduz. Da nossa parte, não é preciso insistir muito sobre este tema, mas sim permanecer diante dos princípios que quis lançar durante a sua visita: o primeiro foi “o domingo”. Este dia é considerado como tempo da gratidão, não existe motivo para manter abertos os centros comerciais no domingo. O domingo é o tempo da família e por isso o Papa colocou em primeira pessoa as mães e os pais. Ressaltou que o domingo é o tempo de dedicar àqueles que são frágeis, que são esquecidos. Ou seja, é importante dedicar tempo aos próprios filhos e às “periferias”. Depois deu prioridade à pessoa humana. Todo o resto vem depois. 

Falou também de dignidade.

O terceiro ponto é, de fato, a dignidade: o Papa repetiu várias vezes, sobretudo para os jovens: “Um jovem sem trabalho é um jovem sem dignidade”, e depois “Quem não leva para casa o pão é privado da dignidade”. E por este pão não entendemos somente o alimento, mas a dignidade de ser pai, mãe, ou irmão mais velho que leva para casa, com o próprio trabalho, o pão para a família. Estes apelos são direcionados às periferias, mas também ao mundo: não mais um mundo egoísta e fechado, mas corajoso e aberto.

Francisco falou de perdão, sobretudo no encontro com os presos. De fato, o título da viagem era “Deus não se cansa de perdoar”, e isso vale sobretudo para os presos.

Sim, insistiu muito sobre o tema do perdão. Aprofundou no como devemos “ocupar” a Misericórdia: não por benfeitores, nem mesmo por clericalismo, mas porque existe dentro a força da nova antropologia, a força profética: se uma região pequena (como Molise), vive de liberdade, pode se tornar um lugar profético para o futuro.

Colaboraram para este artigo Corrado Paolucci e Ary Ramos

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
dignidadeFamíliafuturoPapa FranciscoPerdão
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Char...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Ellen Mady
Para Jesus não existe novena melhor do que es...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
ícone São Lucas Nossa Senhora Jesus médico
Reportagem local
Oração a São Lucas, evangelista e médico, pel...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
JENNIFER CHRISTIE
Jennifer Christie
Fui estuprada numa viagem a trabalho - e meu ...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia