Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 18 Maio |
Bem-aventurada Blandina Merten
home iconReligião
line break icon

A verdadeira história da avó do Papa Francisco

© BERGOGLIO FAMILY / AFP

ARGENTINA, Buenos Aires : From L to R, up: Pope's sister Maria Helena, Pope's mother Regina Sivori, Pope's brother Alberto, Jorge Bergoglio Pope Francis, Pope's brother Oscar, Pope's sister Martha, Pope's stepbrother Enrique Narvaja. Sitting from L to R: Pope's grandfather Juan Bergoglio, Pope's grandmother Rosa and Pope's father Mario.

Mirko Testa - publicado em 11/07/14

A ligação do Papa com sua avó, a mulher que lhe transmitiu a fé

Se existe uma figura que o Papa Francisco não perde ocasião de citar é a sua avó. Rosa Margherita Vassallo tinha umacheia de devoções populares, além de uma grande consciência das próprias raízes italianas. Nascida em 1884 em Valbormida, casou-se em Turim com Giovanni Bergoglio. Dessa união nasceu Mario, pai do Papa. 

Na vigília de Pentecostes do ano passado, o Papa Francisco falou dela: “recebi o primeiro anúncio cristão desta mulher: minha avó! É lindo isso: o primeiro anúncio em casa, com a família!”. 

Foi ela, entre outras coisas, a transmitir-lhe os costumes de Piemonte, quando as refeições eram um momento especial para a família, sobretudo aos domingos, onde os jantares poderiam durar até o amanhecer. Sabemos por meio de uma carta escrita a próprio punho pelo Papa e endereçada ao pároco de Piana Crixia – cidade da província de Savona, onde nasceu Rosa Vassallo em fevereiro de 1884 – em que revelava: “Vovó Rosa deixou em mim uma forte marca humana e religiosa, e dela também aprendi o dialeto piemontês” 

Quem descobriu os detalhes da família do Papa foi Rosa Appendino, que lançou junto com Giancarlo Libert o livro "Vó Rosa". “Rosa – explica a autora em entrevista dada à Revista italiana Credere – foi uma mulher aberta às novidades, uma católica fervorosa. Foi levada para Turim por sua tia Rosa Crema, transferiu-se de Piana Crixia, onde havia nascido, para lá em 1892, quando tinha apenas oito anos. Foi porque sua família era numerosa e via-se a possibilidade de crescer em um ambiente estimulante, como a cidade de Turim”. 

Nos anos 20 do novo século Angelo Bergoglio transferiu-se com a mulher e seus filhos para Turim. Ali abriu uma padaria e mesmo estando bem financeiramente, não estava feliz porque sentia falta de seus irmãos que haviam se transferido para a Argentina alguns anos antes. Em 1929, vendeu a padaria e comprou oito bilhetes só de ida para a Argentina. Desembarcaram, assim, em Buenos Aires num dia de verão.


[Sentados no sofá: a irmã caçula, Maria Elena, mãe Regina Maria e pai Mario. Atrás da esquerda para direita: os irmãos Alberto Horacio, Jorge Mario, Oscar Adrian e a irmã Marta Regina]

Com a mãe Regina Maria fora de casa para trabalhar, o pequeno Jorge passava muitas horas com a avó, absorvendo a espiritualidade dela. Foi ela quem exercitou uma grande influência sobre sua vocação. Na última entrevista concedida à Rádio Nuestra Señora de los Milagros de Caacupé, antes de se tornar Papa, disse: “Foi ela que me ensinou a rezar, transmitiu-me a. Contava-me a vida dos santos. Quando eu tinha um ano e um mês, nasceu meu irmão, e minha mãe não conseguia cuidar dos dois. Assim, minha avó, que vivia perto de casa, vinha me pegar de manhã e me levava para casa de noite”. 

Uma vez Bergoglio disse que tinha absorvido de sua avó também a atitude serena e confiante no se aventurar com um êxito incerto. A avó Rosa reagiu verdadeiramente assim quando o neto contou sua intenção de entrar no seminário: “Se Deus te chama é uma ótima coisa, mas não esqueça que a porta de casa permanecerá sempre aberta e que ninguém vai te repreender se decidir voltar”. 

Quando era ainda cardeal contou numa entrevista concedida para a EWTN: “Uma vez, quando eu era seminarista, minha avó me disse: ‘nunca esqueça que está para se tornar padre e a coisa mais importante para um sacerdote é celebrar a missa’, e me contou de uma mãe que disse ao seu filho que já era padre: ‘celebre a missa, cada missa como se fosse a primeira e a última’”.

São sempre dizeres de fé aqueles de sua avó. Também na homilia do Domingo de Ramos de 2013, o Papa disse de maneira espontânea: “minha avó dizia sempre a nós crianças: o sudário não tem bolsos!”, como quem quer dizer “devemos deixar as coisas acumuladas, pois elas não nos acompanham na última viagem”.

  • 1
  • 2
Tags:
FamíliaPapa Francisco
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Lucía Chamat
A curiosa foto de “Jesus” que está comovendo a Colômb...
2
POPE AUDIENCE JUNE 26; 2019
Philip Kosloski
Quanto é o salário de um papa?
3
nuvens sinais
Reportagem local
Estão sendo fotografados “sinais do céu”?
4
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Charbel disse?
5
Soutane de Jean Paul II/attentat
Marzena Wilkanowicz-Devoud
Onde está a batina manchada de sangue de João Paulo II?
6
São Francisco Marto
Reportagem local
A oração favorita do pequeno grande São Francisco Marto, vidente ...
7
AVA MARIA
J-P Mauro
O pai que roubou a cena cantando a Ave-Maria de improviso na Disn...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia