Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 22 Abril |
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

9 consequências da fecundação in vitro

Close up of in vitro fertilisation (IVF). – pt

Dabarti CGI

<h1>Close up of in vitro fertilisation (IVF). 3d high resolution rendering.</h1>

Aleteia Vaticano - publicado em 14/07/14

A mentalidade abortiva torna-se “natural” levando a extremos o possível domínio sobre a vida e sobre a morte

1) Congelamento de embriões: para eventual uso posterior o que leva ao seu acúmulo e a situações insolúveis eticamente com a medida de descarte de embriões, adoção ou uso para experimentação.

2) Número de embriões transferidos: questões ligadas ao hiper-estímulo para ovulação na mãe e técnica de matar os fetos quando a gestação é múltipla: redução.

3) Doação de gametas: óvulo ou espermatozóide trazendo todos os problemas de desconfiguração da família e de identidade do concepto.

4) Eugenismo: seleção  do  sexo; “aperfeiçoamento  da  raça”.

5) Experiências: com embriões e fetos; órgãos / tecidos; uso de óvulos de fetos; fecundações híbridas (gametas de animais com humanos).

6) Clonagem.

7) Gestação em menopausa: gestação em situaçãoes ou com técnicas arbitrárias e anômalas.

8) Mãe portadora: mãe substituta ou “de aluguel”, venda do corpo com todos os riscos.

9) Manipulação genética: modificação do patrimônio genético.

Desenvolve-se uma dinâmica de violência e de domínio a que, involuntariamente se submetem até os pais e a mentalidade abortiva torna-se “natural” levando a extremos o possível domínio sobre a vida e sobre a morte, podendo chegar ao eugenismo radical como se fosse um direito dos pais ou do Estado.

A vida e a identidade do embrião se tornam sujeitos ao poder de médicos e biólogos e se instaura um domínio da técnica sobre a origem e o destino da Pessoa Humana.

Deve-se manter claro que cada ser humano é mais do que uma combinação de informações: em cada um se dá uma nova criação. O Ser humano é fim e fonte da sociedade, realidade transcendente para a Economia, para o Direito e para a própria História.

A vida, especialmente a humana, continua sendo um mistério. A ciência nos conduziu até seu “umbral”, porém não nos permitiu atravessá-lo. A primeira mostra de respeito do médico pela pessoa humana se manifesta em sua preocupação consciente por captar quem ele é o que toca assim o propriamente misterioso na existência humana: mistério que não é um segredo na concepção habitual da palavra, mas algo oculto e inefável que constitui um caminho para uma realidade mais plena existencial.

(Comunidade Senhor da Vida)

Tags:
AbortoVida
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia