Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 23 Abril |
Bem-aventurada Maria Gabriela Saghéddu
home iconAtualidade
line break icon

Declarar-se ateu vai se tornando cientificamente incorreto?

© Dusit/SHUTTERSTOCK

Gaudium Press - publicado em 18/07/14

Parte considerável da ciência sente a necessidade de considerar Deus um elemento inseparável da busca científica

A preponderância conferida às ciências naturais no Ocidente, nos últimos séculos, inclinou o homem contemporâneo a considerar o mundo de forma "asséptica", para não dizer ateia. Assim, segundo um estado de espírito muito difundido, a única forma adequada de conhecer a fundo a Criação seria tomar diante dela a cartesiana atitude de permanente dúvida, sem introduzir na análise científica qualquer ideia preconcebida.

A condição para o progresso seria, então, manter a física e a metafísica separadas por um muro intransponível, pois Deus, caso existisse, seria um espírito informe espalhado pelo universo, ou algo como um engenheiro que logo se desinteressou pelo funcionamento da máquina por ele construída. Sua influência nos mecanismos reguladores do cosmos seria completamente nula.

Ora, se, de um lado, não se pode negar que os progressos obtidos pela aplicação do método científico trouxeram inegáveis benefícios materiais para o homem, de outro, a fascinação exacerbada pelas mil vantagens que ele proporciona pode facilmente fazer com que a ciência tome o lugar de Deus no coração do homem. É o que tem acontecido em certos ambientes acadêmicos do mundo contemporâneo, os quais, em nome do positivismo, transformaram o conhecimento numa espécie de deus onipotente do qual cabe esperar a cura de todas as doenças, até mesmo a isenção da morte, e uma torrente inesgotável de prazeres cada vez mais intensos e sofisticados.

A situação não é nova na História. Talvez o próprio São João Evangelista, se vivesse em nossos dias, encontraria traços de semelhança entre tais ou quais correntes de pensamento hodiernas e o gnosticismo que lhe tocou combater no próprio seio do Cristianismo incipiente.

Hoje, entretanto, não é preciso recorrer a raciocínios filosóficos para desmentir esse estado de espírito, pois recentes descobertas científicas, em vários campos, apontam com ênfase crescente para a necessidade da existência de um Criador.

Declarar-se ateu vai se tornando cientificamente incorreto

Entre muitos outros exemplos, chama a atenção o paralelismo da teoria do Big Bang, hoje aceita pela maioria da comunidade científica, com a doutrina da Criação. Nesse sentido, afirma o astrônomo, físico e cosmólogo da NASA, Robert Jastrow: "Os elementos essenciais da versão astronômica e da história bíblica do Genesis são os mesmos".[1]

Voltando mais adiante no mesmo livro ao tema do Big Bang, o mesmo especialista argumenta: "Consideremos a enormidade do problema: a ciência tem demostrado que o universo teve um início num estalo. Pergunta: Que causa produziu tal efeito? Quem ou o que colocou a matéria ou a energia dentro do universo? E a ciência não pode responder a estas perguntas".[2]

Outro exemplo das questões sem resposta apresentadas à ciência é dado, com muita vivacidade, pelo astrônomo britânico Sir Fred Hoyle: "A vida não pode ter tido um início aleatório […] Existem cerca de duas mil enzimas, e a possibilidade de obtê-las todas numa experiência aleatória é apenas uma parte em 1040.000, uma probabilidade tão chocantemente pequena que não deveria ser encarada nem sequer no caso de o mundo inteiro ser uma sopa orgânica".[3] Ou seja, se impõe é a necessidade de um Criador.

Significativo é também outro depoimento desse mesmo cientista: "Imagine-se que passe um tornado por um depósito de sucatas onde estão amontoados em total desordem todos os pedaços e peças de um Boeing 747. Qual seria a possibilidade de, após sua passagem, restar no depósito um Boeing 747 montadinho e pronto para voar? Completamente desprezível, mesmo se o tornado tivesse atravessado depósitos suficientes para encher o universo".[4]

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
Tags:
AmorCiênciaDeusMundo
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
ROBERTO CARLOS
Ricardo Sanches
A música que Roberto Carlos cantou no próprio aniversário de 80 a...
2
Imagem de Nossa Senhora na Síria
Reportagem local
Freiras na Síria redescobrem oração de 700 anos contra epidemias
3
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens poderosas
4
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma gestação rara
5
Broken Mary
Reportagem local
Nasce (e cresce) nos EUA a inspiradora devoção a “Nossa Senhora D...
6
Ordenação sacerdotal
Francisco Vêneto
Ex-testemunha de Jeová será ordenado padre católico aos 25 anos
7
MIGRANT
Jesús V. Picón
O menino perdido no deserto nos convida a refletir
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia