Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 29 Novembro |
Bem-aventurados Dionísio da Natividade e Redento da Cruz
home iconAtualidade
line break icon

Companhias aéreas europeias e dos EUA suspendem voos a Israel

<p>A companhia aérea americana Delta anunciou nesta terça-feira que suspendeu seus voos com destino a Israel por causa das tensões na região, e para garantir a segurança de seus passageiros e funcionários</p>

AFP - publicado em 23/07/14

A companhia aérea alemã Lufthansa anunciou a suspensão de seus voos para Tel Aviv por 36 horas

Vários voos com destino a Israel foram cancelados nesta terça-feira por companhias americanas e europeias, depois da queda de um míssil perto do aeroporto internacional de Tel Aviv.

Apesar do grande número de cancelamentos, o ministro israelense dos Transportes, Israel Katz, afirmou que não há razão alguma para cancelar os voos ao país, explicando que as atividades no aeroporto de Ben Gurión seguiam normalmente.

A Agência Federal de Aviação (FAA) dos Estados Unidos proibiu suas companhias aéreas de voar entre os Estados Unidos e Israel por pelo menos 24 horas.

A agência afirmou em um comunicado que a proibição é somente para companhias norte-americanas, e que "instruções atualizadas" seriam emitidas "enquanto as condições permitirem".

Mas a porta-voz do Departamento de Estado, Marie Harf, disse que é provável que a proibição de sobrevoar Israel e os Territórios Palestinos seja prolongada para além de 24 horas.

As companhias aéreas americanas Delta, US Airways e United Lines já haviam anunciado a suspensão de seus voos com destino a Israel momentos antes da proibição da FAA. Rapidamente outras empresas, como Air France, Lufthansa, Brussels Airlines, KLM, EasyJet ou Air Canada também anunciaram o cancelamento.

A Delta anunciou que deixaria de voar para Israel "para garantir a segurança de seus passageiros e empregados". A companhia informou que um de seus Boeing 747, que partiu do aeroporto JFK, em Nova York, com destino a Tel Aviv com 290 pessoas a bordo, tinha sido desviado para o aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, depois de receber informações de que foguetes haviam caído próximo ao aeroporto israelense.

"A Delta suspendeu até novo aviso seu serviço entre o aeroporto internacional Ben Gurion em Tel Aviv e seu terminal no JFK", informa a companhia.

A US Airways cancelou nesta terça-feira seus voos 797, que cobre o trajeto entre Tel Aviv e a Filadélfia, e 796, que faz o caminho inverso, conforme informou a empresa à AFP. Em seu site, outra companhia, a United Airlines, indica que seu voo de Newark a Tel Aviv tinha sido cancelado por um problema de "disponibilidade" de um dispositivo.

A série de cancelamentos foi causada pelo disparo de um míssil a partir da Faixa de Gaza que caiu ao norte do aeroporto Ben Gurion, segundo a Polícia israelense.

"Uma casa foi danificada por um foguete na região de Kiryat Ono Yehud, a alguns km do aeroporto", disse à AFP a porta-voz da Polícia, Luba Samri.

– Cancelamentos na Europa –

A companhia aérea alemã Lufthansa anunciou a suspensão de seus voos para Tel Aviv por 36 horas em razão "da situação instável" no aeroporto de Ben Gurion.

Essa decisão inclui todos os voos da Lufthansa e de suas filiais Germanwings, Austrian Airlines e Swiss. Ela foi tomada "pela segurança de seus passageiros e tripulantes", apesar de não haver uma recomendação oficial das autoridades de regulamentação aérea, explica o grupo.

Já a Air France confirmou nesta terça-feira à AFP a suspensão "até nova ordem" de seus voos para Israel devido à tensão.

Duas semanas depois do início de uma ofensiva lançada por Israel na Faixa de Gaza, que deixou até agora mais de 600 palestinos mortos, o secretário-geral da ONU e o secretário de Estado norte-americano tentavam nesta terça-feira estabelecer um cessar-fogo. Vinte e sete soldados e dois civis israelenses também morreram desde o início das operações.

O Departamento de Estado havia recomendado na segunda-feira a seus cidadãos que não viajassem a Israel nem a Gaza e Cisjordânia.

Tags:
Mundo
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
POPE URBI ET ORBI
Reportagem local
Bênção Urbi et Orbi do Papa Francisco nesta s...
Folheto divulgado por Antônio Carlos da Silva
Reportagem local
Eu nasci mais ou menos em 1988: os 27 anos da...
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da mis...
SANTUÁRIO DE APARECIDA INTERIOR BASÍLICA
Reportagem local
Suposto surto de covid-19 entre padres do San...
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
FATIMA
Philip Kosloski
Nossa Senhora de Fátima tem um conselho para ...
Medalha Milagrosa verdadeira ou falsa
Reportagem local
Cuidado: saiba distinguir entre a real Medalh...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia