Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 29 Novembro |
Bem-aventurados Dionísio da Natividade e Redento da Cruz
home iconEstilo de vida
line break icon

Viúva, mãe e avó: agora religiosa de clausura

M. Guallart

AVAN - publicado em 04/08/14

Conheça o testemunho de Maria Paz, de 62 anos: “Deus continua chamando quando e como quer”

Viúva de 62 anos, Maria Paz Plaza, que tem dois filhos e três netos, professou no último fim de semana seus votos temporais como religiosa de clausura da ordem das Clarissas Capuchinhas no mosteiro de Santa Clara, em Valência (Espanha).

Na celebração, realizada na capela do mosteiro e presidida pelo religioso capuchinho José Vicente Esteve, estiveram presentes seus filhos e netos, bem como numerosos fiéis que têm relação com a comunidade de freiras, segundo a ordem religiosa informou à agência AVAN.

“Deus continua chamando quando e como quer, e Maria Paz entendeu isso claramente, ao ficar viúva aos 59 anos, encontrando na espiritualidade de Santa Clara o lugar onde viver esse chamado”, acrescentou a congregação.

A partir de agora, Maria Paz começará sua etapa de juniorado, que durará três anos, para depois finalmente professar seus votos perpétuos. A nova religiosa também esteve recebendo formação durante dois anos, durante as etapas de postulantado e noviciado, para poder professar seus primeiros votos.

Maria Paz era dona de casa de catequista na paróquia do Imaculado Coração de Maria de Manises, à qual pertencia.

A ordem das Clarissas foi fundada em 1212 por Santa Clara de Assis, primeira mulher a quem a Igreja aprovou uma regra própria, e se estabeleceu na Espanha em 1228, ao fundar-se o primeiro mosteiro em Pamplona. Foi canonizada pelo Papa Alexandre IV em 1255.

Em 1535, Lorenza Longo, viúva também de origem espanhola, fundou em Nápoles o primeiro mosteiro de clarissas capuchinhas, “para viver com intensidade renovada o espírito de Santa Clara”.

Em 1599, outra viúva, Ângela Serafina Prat, fundou um mosteiro em Barcelona, do qual saiu a maioria dos da Espanha, entre eles o de Valência, fundado em 1609.

Tags:
Testemunho
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
POPE URBI ET ORBI
Reportagem local
Bênção Urbi et Orbi do Papa Francisco nesta s...
Folheto divulgado por Antônio Carlos da Silva
Reportagem local
Eu nasci mais ou menos em 1988: os 27 anos da...
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da mis...
SANTUÁRIO DE APARECIDA INTERIOR BASÍLICA
Reportagem local
Suposto surto de covid-19 entre padres do San...
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
FATIMA
Philip Kosloski
Nossa Senhora de Fátima tem um conselho para ...
Medalha Milagrosa verdadeira ou falsa
Reportagem local
Cuidado: saiba distinguir entre a real Medalh...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia