Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 23 Novembro |
Santo Anfilóquio
home iconAtualidade
line break icon

Milhares de cristãos iraquianos obrigados a fugir por violência jihadista

<p>Uma imagem extraída de um vídeo divulgado em 26 de julho de 2014 mostra o muro de uma igreja marcada com a letra inicial da palavra "Nasara", que designa os cristãos no Alcorão, na cidade iraquiana de Mossul, onde os cristãos têm sido perseguidos pelos jihadistas.</p>

Agências de Notícias - publicado em 06/08/14

O patriarca declarou ter enviado nesta semana uma nova mensagem ao papa Francisco pedindo uma mobilização urgente

Milhares de cristãos iraquianos que já haviam escapado da ofensiva jihadista em Mossul (norte) se viram obrigados a fugir novamente dos jihadistas que atacaram três aldeias onde haviam se refugiado, indicaram nesta quarta-feira o patriarca caldeu e testemunhas.

Estes deslocados haviam escapado no mês passado de Mossul, a grande cidade do norte do Iraque sob controle desde 10 de junho dos insurgentes sunitas liderados pelos jihadistas radicais do Estado Islâmico (EI), refugiando-se nas aldeias de Tal Kayf, Bartella, Qaraqosh e em outras localidades vizinhas.

Na aldeia de Alya Rash, na rota que une Mossul e Erbil, a capital do Curdistão autônomo (mais a leste), um atentado suicida com carro-bomba lançado contra um cordão das forças de segurança curdas (peshmerga) matou um de seus membros.

Fontes peshmergas e da comunidade cristã apontaram bombardeios contra várias localidades da região nos últimos dias. O patriarca caldeu Luis Sako se referiu a pelo menos um morto, Lajin Hekmat, funcionário da principal igreja de Tal Kayf, em um subúrbio do norte de Mossul.

"Muitas famílias fugiram nos últimos dias da localidade de Bartella", disse Sako à AFP, acrescentando que a população temia uma grande batalha após a ofensiva jihadista contra Sinjar (150 km a oeste).

A queda de Sinjar no domingo nas mãos do EI obrigou 200.000 pessoas a fugir, de acordo com a ONU.

O patriarca Sako declarou ter enviado nesta semana uma nova mensagem ao papa Francisco pedindo uma mobilização urgente para proteger uma das comunidades cristãs mais antigas do mundo.

(AFP)

Tags:
MundoPerseguição
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
FATHER PIO
Maria Paola Daud
Quando Jesus conversou sobre o fim do mundo c...
ŚWIĘTA TERESA WIELKA
Philip Kosloski
Oração de Santa Teresa de Ávila para acalmar ...
IOTA
Lucía Chamat
Imagem da Virgem resiste a furacão que devast...
EL TOCUY
Aleteia Brasil
Pe. Gabriel Vila Verde: há muita diferença en...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Atenção: versão falsa e satânica da Medalha M...
POPE AUDIENCE
Reportagem local
A oração de cura que pode ser dita várias vez...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia