Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 30 Novembro |
São Mirocletes
home iconAtualidade
line break icon

Nigéria confirma novos casos do vírus ebola, um deles fatal

<p>Um farmacêutico procura remédios em uma drogaria de Lagos, na Nigéria, em 26 de julho de 2014, em meio ao temor causado pela ameaça de epidemia do vírus ebola.</p>

AFP - publicado em 06/08/14

O número de mortos pela epidemia do Ebola se aproxima dos mil em quatro países africanos

A Nigéria confirmou nesta quarta-feira cinco novos casos de ebola em Lagos e uma segunda morte pelo vírus, o que eleva o total de casos na maior cidade da África subsaariana a sete.

O número de mortos pela epidemia do Ebola se aproxima dos mil em quatro países africanos.

O Comitê de Emergências da Organização Mundial da Saúde (OMS) iniciou nesta quarta-feira uma reunião de dois dias para decidir se a epidemia representa uma "emergência de saúde pública de alcance mundial", o que poderia levar a medidas em escala internacional.

O comitê anunciará a conclusão na manhã de sexta-feira.

Uma emergência de saúde pública de alcance mundial é definida como um "evento extraordinário suscetível de representar um risco de saúde pública para outros Estados, com a expansão da doença a nível internacional e que requer potencialmente uma resposta coordenada no âmbito internacional", afirma um comunicado da OMS, que tem sede em Genebra.

"A Nigéria registrou sete casos confirmados do vírus ebola", afirmou o ministro da Saúde, Onyebuchi Chukwu, após a confirmação de um segundo caso na segunda-feira.

Os mortos no país são um liberiano que chegou infectado a Lagos em 20 de julho e uma enfermeira que atendeu o paciente, segundo o ministro.

"Todos os nigerianos diagnosticados com o vírus ebola foram contatos primários de Patrick Sawyer, que trabalhava para o ministério das Finanças da Libéria e foi contagiado por sua irmã", explicou Chukwu.

Sawyer viajou a Nigéria, o país de maior população do continente africano, para participar em uma reunião de políticos do oeste da África.

Ele morreu em quarentena no dia 25 de julho e, desde então, o hospital no qual ficou internado foi isolado.

Os cinco pacientes com ebola são atendidos em um local isolado em Lagos, informou o ministro.

A epidemia de febre hemorrágica ebola matou 932 pessoas na África, segundo um novo balanço divulgado nesta quarta-feira pela OMS.

O balanço estabelecido em 4 de agosto também indica o registro de 1.711 casos em quatro países africanos: Guiné, Libéria, Serra Leoa e Nigéria.

A Arábia Saudita anunciou nesta quarta-feira a morte de um saudita com sintomas de ebola em um hospital de Jidá.

Dois americanos, um médico e uma missionária, que contraíram o vírus na Libéria, donde lutavam contra a epidemia em uma ONG humanitária, foram repatriados nos últimos dias.

Os dois foram tratados com um medicamento experimental, que nunca havia sido testado em seres seres humanos e que, aparentemente, de acordo com os médicos, citados pelo canal CNN, teve efeito milagroso, atenuando rapidamente os sintomas.

O diretor do Instituto Americano de Alergias e Doenças Infecciosas (NIAID), o dr. Anthony Fauci, defendeu prudência, no entanto, ao destacar que o soro tem "certa eficiência, mas apenas em dois pacientes".

Também mencionou a "enorme dificuldade" para produzir uma quantidade significativa de doses na atual etapa.

Em Serra Leoa, o presidente Ernest Bai Koroma ordenou a participação do exército na batalha contra o ebola. Soldados foram enviados par os centros que abrigam os doentes para garantir o respeito às medidas de quarentena.

O vírus é transmitido por por contato direto com o sangue, líquidos biológicos ou tecidos de pessoas ou animais infectados. A febre que provoca se manifesta fundamentalmente por hemorragias, vômitos ou diarreias. A taxa de mortalidade oscila entre 25% e 90%.

Tags:
Mundo
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da mis...
Aleteia Brasil
Oração do Advento
SANTUÁRIO DE APARECIDA INTERIOR BASÍLICA
Reportagem local
Suposto surto de covid-19 entre padres do San...
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
FIRST CENTURY HOUSE AT THE SISTERS OF NAZARETH SITE
John Burger
Arqueólogo diz ter encontrado a casa onde Jes...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia