Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Papa na Coreia: quero anunciar aos jovens o único nome que pode nos salvar: Jesus, o Senhor

© GABRIEL BOUYS / AFP
Compartilhar

Papa Francisco chega na quinta-feira à Coreia, na primeira viagem de um Papa ao país em 25 anos

Poucos dias antes de partir para a Coreia, aonde chegará quinta-feira (14), o Papa Francisco gravou uma mensagem de saudação ao povo coreano. Esta é a primeira vez em 25 anos que um Papa visita o país, já que Bento XVI não chegou a ir a Ásia.

“Dentro de poucos dias, com a ajuda de Deus, estarei convosco na Coreia. Agradeço desde já pela vossa recepção e convido todos a rezarem comigo para que esta viagem apostólica dê bons frutos para a Igreja e a sociedade coreana", afirmou o Papa.

"«Levanta-te, resplandece»: com estas palavras, dirigidas pelo profeta a Jerusalém, eu me dirijo a vós. É o Senhor que vos convida a acolher a sua luz, a acolhê-la nos vossos corações, para que reflita numa vida plena de fé, de esperança e de amor, repleta da alegria do Evangelho."

Francisco explicou que irá à Coreia para a Sexta Jornada Asiática da Juventude: "aos jovens, de modo especial, levarei o apelo do Senhor: «Juventude da Ásia, levanta-te! A glória dos mártires resplandece em ti». A luz de Cristo ressuscitado brilha como num espelho no testemunho de Paul Yun Ji-chung e de 123 companheiros, todos mártires da fé, que proclamarei beatos no dia 16 de agosto, em Seoul".

Segundo o Papa, os jovens "são portadores de esperança e de energias para o futuro; mas são também vítimas da crise moral e espiritual do nosso tempo. Por isso, quero anunciar a eles e a todos o único nome que nos pode salvar: Jesus, o Senhor".

"Queridos irmãos e irmãs coreanos, a fé em Cristo criou raízes profundas na vossa terra e deu frutos abundantes. Os mais idosos são custódios desta herança: sem eles, os jovens não teriam memória. O encontro entre idosos e jovens é a garantia do caminho dos povos. E a Igreja é a grande família na qual somos todos irmãos em Cristo. Em seu nome, venho junto a vós com a alegria de partilhar o Evangelho do amor e da esperança."

(Rádio Vaticano