Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 29 Novembro |
Bem-aventurados Dionísio da Natividade e Redento da Cruz
home iconAtualidade
line break icon

Camarões fecha fronteira com a Nigéria temendo avanço do Ebola

<p>Uma menina que pode ter contraído o vírus Ebola tem a temperatura verificada em um hospital do governo de Serra Leoa, em Kenema, em 16 de agosto de 2014.</p>

AFP - publicado em 19/08/14

"A medida será mantida durante o período de incubação" da doença, ou seja, cerca de quarenta dias

Camarões fechou todos os seus acessos na fronteira com a Nigéria para evitar a propagação do vírus do Ebola, informou nesta segunda-feira uma fonte oficial.

"Todas as fronteiras (aéreas, marítimas e terrestres) de Camarões com a Nigéria estão fechadas. Nossa lógica é a de que é melhor prevenir do que remediar", anunciou à AFP o ministro camaronês da Comunicação e porta-voz do governo, Issa Chiroma Bakary.

"O governo tomou esta decisão com total conhecimento de causa para proteger a população" do risco de contágio, explicou Bakary.

"A medida será mantida durante o período de incubação" da doença, ou seja, cerca de quarenta dias, afirmou.

"Se não for registrado nenhum caso novo na Nigéria, reabriremos as fronteiras. O governo também decidiu restringir a circulação com os (outros) países infectados", acrescentou o porta-voz.

Até o momento, nenhum caso de Ebola foi registrado em Camarões, que tem uma fronteira de mais de 2.000 km com a Nigéria, onde, segundo as autoridades locais, quatro pessoas morreram e doze estavam infectadas.

O aumento da violência ligada às atividades do grupo extremista nigeriano Boko Haram obrigou milhares de nigerianos a se refugiarem nesta região do norte do país. Esses fluxos são difíceis de controlar e suscitam temores relacionados à expansão do vírus do Ebola.

A atual epidemia desta febre hemorrágica, a mais grave desde o seu surgimento em 1976, deixou 1.145 mortos em cinco meses, segundo o registro mais recente da Organização Mundial da Saúde (OMS), 413 deles na Libéria, 380 na Guiné, 348 em Serra Leoa e quatro na Nigéria.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
POPE URBI ET ORBI
Reportagem local
Bênção Urbi et Orbi do Papa Francisco nesta s...
Folheto divulgado por Antônio Carlos da Silva
Reportagem local
Eu nasci mais ou menos em 1988: os 27 anos da...
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da mis...
SANTUÁRIO DE APARECIDA INTERIOR BASÍLICA
Reportagem local
Suposto surto de covid-19 entre padres do San...
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
FATIMA
Philip Kosloski
Nossa Senhora de Fátima tem um conselho para ...
Medalha Milagrosa verdadeira ou falsa
Reportagem local
Cuidado: saiba distinguir entre a real Medalh...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia