Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 14 Maio |
Bem-aventurado Egídio de Santarém
home iconEstilo de vida
line break icon

Quando foi seu último abraço?

© Roberto Trm

Aleteia Vaticano - publicado em 25/08/14

Confira 5 dicas muito simples para manter viva uma das mais importantes manifestações de amor

Quando um homem e uma mulher começam um namoro, uma das grandes manifestações que expressam como casal que se ama é o abraço.

Esta maneira de demonstrar o amor que começa a se fortalecer entre eles se vê refletida quando caminham de mãos dadas ou abraçados; nos momentos de alegria ou tristeza, sempre existe o abraço; ao cumprimentar-se ou despedir-se, o abraço é um convidado essencial; nas comemorações especiais, o abraço é o melhor presente a ser dado ao parceiro. Enfim, no namoro, o abraço é um autêntico protagonista do relacionamento.

Mas o que acontece quando os casais, depois de ter tomado a decisão de casar-se, e depois de algum tempo de casamento, começam a perder esta linda manifestação de carinho e amor? Por que o abraço perde seu papel protagonista entre os esposos? Por que já não nos abraçamos como antes ou não andamos de mãos dadas? Será que tenho vergonha de abraçar meu parceiro(a)?

O abraço, também considerado como forma de expressar os sentimentos muito além das palavras, é tão importante para o ser humano, que pode curar qualquer doença e melhorar o bem-estar emocional na pessoa e no casal.

Alguns estudos detalham que as pessoas, depois de receber um abraço, liberam um hormônio que gera bem-estar (ocitocina), enviando ao cérebro sensações de comodidade e vinculação inata, razão pela qual esse hormônio age como se tudo fluísse muito bem, evitando que o casal sinta necessidade de buscar uma terceira pessoa.

Por isso, apresentamos 5 dicas muito simples que você pode colocar em prática para fortalecer ou reavivar esta manifestação de carinho e amor com seu parceiro(a):

1. Ao acordar de manhã, abrace imediatamente seu parceiro(a), cumprimentando-o(a) e desejando-lhe um bom dia.

2. Faça seu o propósito de caminhar juntos, de mãos dadas.

3. Acostume-se a saudar ou despedir-se do seu parceiro(a) sempre com um abraço.

4. Quando houver alguma discussão, não se esqueça de que a melhor maneira de reconciliar-se é por meio de um abraço.

5. Ore com seu parceiro(a) de mãos dadas.

Não é tarde: estamos a tempo de reavivar esta linda manifestação de amor que não custa nada e diz mais que mil palavras.

(Artigo publicado originalmente em Por tu Matrimonio)

Tags:
AmorCasamento
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Lucía Chamat
A curiosa foto de “Jesus” que está comovendo a Colômb...
2
Philip Kosloski
5 revelações surpreendentes do “terceiro segredo” de ...
3
Nossa Senhora de Fátima pede rezar o terço
Padre Reginaldo Manzotti
As 3 principais atitudes que Nossa Senhora de Fátima nos pediu
4
Nossa Senhora de Akita
Reportagem local
O grave alerta de Nossa Senhora de Akita sobre o maligno infiltra...
5
ELDERLY,WOMAN,ALONE
Aleteia Brasil
O pe. Zezinho e a mãe que espera há 30 anos, sem sucesso, pelo pe...
6
FRANCISCO AND JACINTA MARTO
Tom Hoopes
As lições dos pastorinhos de Fátima aplicadas ao coronavírus
7
Reportagem local
3 fatos cientificamente inexplicáveis sobre a imagem de Guadalupe
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia