Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 26 Janeiro |
Santa Paula Romana
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Evangelizar a família

Evangelizar a família

Família Cristã

Família Cristã - publicado em 27/08/14

Nos passos de Alberione

Em cada família, uma Bíblia. Eis o desejo que guiou o Pe. Tiago Alberione ao apresentar a Palavra de Deus como uma proposta orientadora para a vida de todas as pessoas. Estava convicto de que a dita «boa imprensa» – livros, rádio, televisão, cinema, música, internet – pode levar às famílias Jesus Mestre, Caminho, Verdade e Vida.

A família é o berço da fé. Por isso os Paulistas, desde a sua fundação, têm-na como elemento essencial da sua missão e conteúdo fundamental da sua linha editorial. Na Igreja doméstica aprende-se a confiar na presença de Deus, que não se vê nem se ouve, mas que se sente – e as crianças são sensíveis a isso quando bebem no seio da família o alimento espiritual que as nutre pela vida fora.

O próprio fundador da Família Paulista agradeceu a Deus por ter nascido e crescido numa «família profundamente cristã, camponesa, muito afeita ao trabalho; era proverbial sob este aspeto entre conhecidos e vizinhos» (Abundantes Divitiae Graciae Suae – AD, n.º 124).

Tiago foi o quinto dos sete filhos de Michele Alberione e Teresa Alloco. A mãe despertou-o para o mundo da fé. Conta Luís Rolfo, um religioso paulista que o teve como superior direto durante quatro décadas, no livro Padre Alberione, Anotações para uma Biografia, que foi a progenitora que lhe mostrou o crucifixo e lhe explicou que o Filho de Deus morreu pelos nossos pecados. «Ao levá-lo à igreja, mostrava-lhe o tabernáculo e dizia-lhe que lá estava Jesus, para convencê-lo a não conversar e não ficar irrequieto demais, por respeito com ele. E certamente procurou exortá-lo a invocar com confiança a SSma. Virgem.»

A educação recebida em casa terá contribuído para um dia o pequeno Tiago, ainda com oito anos, dizer na escola que queria ser padre: «A professora Cardona [Rosa] […] perguntou a alguns dos 80 alunos o que pretendiam fazer na vida. Ele foi o segundo a ser interrogado: refletiu um pouco, depois sentiu-se iluminado e respondeu, com convicção, entre o espanto dos alunos: "Serei padre." Ela animou-o e ajudou-o muito. […] Desde aquele dia todas as coisas fortaleciam nele aquela decisão. Julga ter sido fruto das orações da mãe, que sempre cuidou dele de maneira particular; e também daquela professora tão piedosa que sempre pedia ao Senhor que algum dos seus alunos se tornasse sacerdote.» (AD, n.os 9 e 10)

Formação da família

Na infância foram construídos os alicerces que o sustentaram para a obra que haveria de edificar com coragem e persistência. Contagiou muitos à sua volta. Os filhos espirituais seguiram-lhe as pisadas. Homens e mulheres prosseguiram o caminho traçado pelo primeiro mestre e abriram-se a novos projetos para evangelizar as famílias. Em dezembro de 1931 nasceu a revista italiana Famiglia Cristiana, em Alba. O título original era La Famiglia Cristiana – Settimanale – Per le donne e per le figle (A Família Cristã – Semanário – Para as mulheres e raparigas). A publicação tinha 12 páginas a preto e branco, com uma gravura da Família de Nazaré. O objetivo da revista vinha na terceira página: «Contribuir para a formação da família, e por consequência para a restauração moral e religiosa da sociedade.»

Domenico Agasso conta em O Beato Tiago Alberione, editor para Deus que era desejo do fundador que a revista fosse útil para as famílias: «Pais, mães, jovens, notícias variadas, etc.» Bem ao estilo do fundador da obra paulista, para apressar o nascimento da publicação, anula uma iniciativa já em curso: «Em Roma está a irmã Nazarena Morando, que se transferiu para lá à espera de embarcar em Nápoles com destino aos Estados Unidos. Pois bem, ordena de repente à irmã Nazarena que regresse o mais rapidamente possível a Alba; para os Estados Unidos embarcará outra irmã e ela dedicar-se-á à preparação acelerada da revista.»

Segundo o relato da Ir. Anselmina, impressora, este é o momento em que nasce a Famiglia Cristiana: «Na noite de Natal de 1931, depois de ter participado na Missa do Galo, e ter comido a tradicional polenta, fui para a tipografia. A mestra Nazarena veio comigo. Acabei de imprimir os primeiros mil exemplares do primeiro número. O primeiro mestre tinha-me dito que o queria benzer no dia de Natal.»

O dia de Natal é vivido pelas Filhas de São Paulo a confecionar e a expedir esta nova publicação, que começa logo com 18 000 exemplares. Mais tarde, a Famiglia Cristiana passou para a Pia Sociedade de São Paulo. Escreveu o Pe. Alberione em 1951 a propósito da publicação: «Famiglia Cristiana apresenta-se timidamente em vossa casa… Não se veste de luxo, mas quer-vos bem e quer fazer-vos bem… Os sacerdotes que a preparam têm uma só intenção: que as famílias sejam as células sãs da sociedade e da Igreja.»

Quando é aberto o Concílio Vaticano II, a revista já tem mais de um milhão de exemplares. Em 1962, o fundador disse que a Famiglia Cristiana «alcança mais almas que todos os livros juntos editados nas várias nações». Naquela altura já estava em circulação a versão portuguesa – que completa 60 anos em dezembro – e a de outros países da Europa e da América. Inicialmente, as edições portuguesa e espanhola da revista eram impressas em Alba com as máquinas que também imprimiam a Famiglia Cristiana.

Muitas famílias reconhecem a importância que a revista, difundida pelos quatro cantos do mundo, assume ainda hoje nas suas vidas pelas muitas cartas que chegam às redações. Falar de tudo cristãmente era o objetivo do fundador da Família Paulista que desejava que os valores perpassassem em cada palavra escrita. «No modo de pensar do Pe. Alberione, o apostolado da imprensa tem sentido só enquanto serve, direta e indiretamente, para tornar conhecido o Evangelho; e os apóstolos da imprensa são dignos deste nome só enquanto agem como instrumentos de Deus em favor de seus irmãos e visam a obter, com as obras e com a vida, que o Evangelho seja amado, praticado e aplicado em todas as expressões da vida humana individual e social.» (Padre Alberione, Luís Rolfo)

Amor começa em casa

O amor começa na família e a Palavra pode tocar cada um dos seus membros, para que também eles passem cá para fora essas sementes de vida. Em 1960, Alberione funda o Instituto Santa Família para envolver os casais na sua obra. «Já em 1931 o padre Alberione, ao dar início a uma das suas principais iniciativas editoriais, a revista Família Cristã, tinha em mente criar algo de mais empenhativo para oferecer às famílias, unindo-as entre si na obra paulista, numa verdadeira comunhão de espírito e de intenções. Não sendo ainda possível fundar institutos seculares, o padre Alberione deu vida à "União das famílias cristãs". Quando, porém, depois de alguns anos de oração e de espera, soou a hora de Deus, fundou ainda este instituto, aprovado pela Santa Sé com os outros institutos agregados em 8 de abril de 1960.» (P. Tiago Alberione, Apóstolo da Comunicação Social, António Ugenti)

O objetivo do instituto é a santificação dos esposos «mediante a prática fiel dos conselhos evangélicos, observados segundo o seu estado de vida conjugal e a colaboração no apostolado paulista, segundo as possibilidades permitidas pelos deveres familiares e os empenhos do trabalho». Podem pertencer ao instituto os esposos e noivos que «sentem um vivo desejo de viver intensamente o sacramento do Matrimónio e de pertencer a uma família espiritual». Em vários países houve casais a aderir a esta vivência proposta por Alberione. Em Portugal, o instituto foi fundado em 1984 por iniciativa do Pe. Vittório Saraceno com a ajuda de uma anunciatina, Deolinda Coelho Malheiro, e uma Filha de São Paulo, a Ir. Constança.

Em Itália surgiu ainda outra organização na senda do beato Alberione: o Centro Internacional de Estudos da Família (cisf.famigliacristiana.it), que promove a cultura de família, analisando as perspetivas dos cenários mutantes da sociedade contemporânea. Tem um centro de documentação especializado nas temáticas familiares, publica um relatório sobre a família em Itália de dois em dois anos, estimula a investigação científica sobre a temática familiar e o debate público através de seminários. Colabora ainda na revista Famiglia Oggi (Família Hoje) dirigida em especial a agentes pastorais e sociais.

Quando hoje se questiona, em qualquer ponto do mundo, se a família está em crise, há um pensamento avulso de Alberione que ilumina as sombras e aponta para o exemplo mariano. A Rainha dos Apóstolos encoraja as famílias a persistirem com confiança pelos caminhos da vida: «Maria ajuda os cônjuges na sua mútua compreensão e afeto, dá docilidade aos filhos, paciência e laboriosidade a todos. Com Maria, a fé recebe novo alento, a esperança do céu é reforçada, a caridade difundida e a vida cristã restabelecida na casa.»

Sílvia Júlio

Tags:
CasamentoevangelizacaoFamíliaSínodo
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia