Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 22 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Ocidente é próximo alvo de jihadistas, afirma rei saudita

<p>Rei Abdullah em 27 de junho de 2014 em Jidá</p>

Agências de Notícias - publicado em 31/08/14

O soberano saudita convocou os países a se unirem ao centro antiterrorista da ONU

O rei Abdullah da Arábia Saudita advertiu aos países ocidentais que eles serão o próximo alvo dos jihadistas se não agirem com rapidez.

"O terrorismo não conhece fronteiras e o perigo pode afetar vários países fora do Oriente Médio", afirmou o monarca, citado neste sábado pelo jornal saudita Asharq al-Awsat e pela rede de televisão Al-Arabiya.

Os jihadistas do Estado Islâmico (EI) conquistaram territórios na Síria e no Iraque nos quais cometem todo tipo de atrocidades e semeiam o terror.

O rei Abdullah, um aliado dos Estados Unidos, considera inadmissível que não ocorram ações contra este fenômeno.

"Estamos vendo como eles (os jihadistas) realizam decapitações e obrigam as crianças a exibir cabeças cortadas pelas ruas", disse, denunciando a crueldade destas ações.

"Não é um segredo para vocês o que cometeram e o que ainda vão cometer. Se agirmos diante deles com negligência, tenho certeza de que chegarão à Europa em um mês e no mês seguinte aos Estados Unidos", advertiu.

"Peço que transmitam esta mensagem aos seus líderes: é preciso combater o terrorismo pela força, com razão e rapidez", afirmou na sexta-feira o monarca aos novos embaixadores ante a Arábia Saudita.

Segundo Asharq Al Awsat, o soberano saudita convocou os países a se unirem ao centro antiterrorista da ONU criado em 2011, ao qual Riad concedeu 100 milhões de dólares.

(AFP)

Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia