Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 23 Novembro |
Santo Anfilóquio
home iconAtualidade
line break icon

EUA bombardeiam reduto de líderes das milícias islamitas na Somália

<p>Soldados de Uganda que são membros da Missão da União Africana na Somália (AMISOM) se preparam para avançar na cidade de Kurtunwaarey, em 31 de agosto de 2014.</p>

AFP - publicado em 02/09/14

A Somália não tem uma autoridade central desde a queda do regime autoritário do presidente Siad Barre em 1991

A aviação americana bombardeou na madrugada desta terça-feira uma área onde estavam reunidos vários comandantes dos islamitas somalis shebab, incluindo o líder supremo do grupo, Ahmed Abdi "Godan", mas até o momento não é possível saber se o ataque provocou mortes.

"Os americanos realizaram um importante ataque aéreo contra uma reunião de importantes comandantes shebab, entre eles o líder Abu-Zubeyr", afirmou Abdikadir Mohamed Nur, governador da província meridional de Basse-Shabelle (sul da Somália).

Abu-Zubeyr é um dos muitos apelidos e nomes de guerra de "Godan".

"Estavam reunidos para falar sobre a ofensiva iniciada no sábado em Basse-Shabelle pelas forças governamentais somalis, respaldadas pela Força da União Africana na Somália" (Amisom).

"O ataque provocou perdas aos partidários da Al-Qaeda, mas não temos detalhes no momento", disse o governador.

A área atacada era um importante importante refúgio dos shebab e um campo de treinamento para os terroristas, segundo Mohamed Nur.

Procurados pela AFP, os shebab não falaram sobre o destino de Godan nem sobre eventuais vítimas em seu grupo após o ataque americano.

O governo dos Estados Unidos anunciou uma recompensa de sete milhões de dólares por Godan, de 37 anos, uma das 10 pessoas mais procuradas no mundo por Washington por atividades terroristas.

Godan procede do clã Isaq de Somalilandia (norte), estudou no Paquistão e fontes de inteligência acreditam que recebeu treinamento em armas no Afeganistão. Dentro dos shebab é um dos partidários da "jihad mundial" e faz oposição aos defensores de uma ideologia nacionalista somali.

Na segunda-feira à noite, o Pentágono anunciou uma operação contra os shebab na Somália e que estava "avaliando os resultados".

Como parte da nova ofensiva, batizada de "Oceano Índico", as forças somalis e da Amisom retomaram no sábado dos shebab o controle da localidade de Bulomarer, em Basse-Shabelle, 160 km ao oeste de Mogadíscio. O próximo alvo é Barawe, um porto ainda sob poder dos islamitas.

O carvão que os shebab exportam de Barawe, sobretudo dos países do Golfo, permite a arrecadação de 25 milhões de dólares por ano.

Desde agosto de 2011, os shebab foram expulsos de Mogadíscio e da maior parte parte de seus redutos do sul e centro da Somália.

Mas ainda controlam amplas zonas rurais e combatem o governo com técnicas de guerrilha, sobretudo em Mogadíscio, onde já atacaram a sede da presidência e o Parlamento.

No domingo, um comando shebab atacou, no centro da capital, o quartel-general do serviço de inteligência, onde estão detidos muitos de seus integrantes.

Os sete integrantes do grupo morreram após 45 minutos de combates, que também provocaram três baixas entre as forças somalis.

A Somália não tem uma autoridade central desde a queda do regime autoritário do presidente Siad Barre em 1991, que deixou o país no completo caos.

O atual governo somali tem muitas dificuldades para impor-se fora de Mogadíscio e dos subúrbios da capital, apesar das derrotas dos shebab, porque muitas regiões controladas pelos islamitas ficam sob dependências dos chefes de guerra.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
FATHER PIO
Maria Paola Daud
Quando Jesus conversou sobre o fim do mundo c...
ŚWIĘTA TERESA WIELKA
Philip Kosloski
Oração de Santa Teresa de Ávila para acalmar ...
IOTA
Lucía Chamat
Imagem da Virgem resiste a furacão que devast...
EL TOCUY
Aleteia Brasil
Pe. Gabriel Vila Verde: há muita diferença en...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Atenção: versão falsa e satânica da Medalha M...
POPE AUDIENCE
Reportagem local
A oração de cura que pode ser dita várias vez...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia