Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 30 Novembro |
São Mirocletes
home iconEstilo de vida
line break icon

Momentos quentes no namoro: até que ponto?

© mast3r/SHUTTERSTOCK

Toscana Oggi - publicado em 03/09/14

Um esclarecimento sobre a definição de relação sexual antes do casamento

Gostaria de um esclarecimento sobre a definição das relações sexuais antes do casamento. A minha namorada e eu estamos levando adiante o nosso relacionamento em castidade, porque não nos sentimos ainda prontos para um relacionamento completo, por isso nos limitamos a beijos e carícias. Mas gostaria de saber até que ponto podemos ir para que não seja considerada uma relação de caráter sexual pré-matrimonial.

Resposta do padre Maurizio Faggioni, professor de Teologia Moral

Um casal de namorados decide não ter relações sexuais, ou seja, decide não se unir sexualmente antes do matrimônio. Mas quer saber, porém, um grau de intimidade física que possa ter, sendo moralmente aceitável no tempo de preparação para o casamento.

Os moralistas do passado respondiam lembrando que as partes do corpo são divididas em partes honestas, semi-honestas e desonestas. Desta classificação do ilícito derivam normas de comportamento também para os namorados. Creio que a questão aqui é colocada de um modo um pouco diferente, a partir da ideia de que o amor humano se exprime naturalmente na linguagem do corpo. Existe, portanto, um crescimento gradual no conhecimento e no compromisso recíproco em vista do casamento, acompanhado justamente de um crescimento gradual da intimidade. O amor dos namorados, mesmo não sendo ainda amor conjugal, é orientado a florescer no amor conjugal. A descoberta e o dom progressivo do corpo faz parte da comunicação entre duas pessoas que estão caminhando para uma compreensão sempre mais séria e profunda do próprio relacionamento. O olhar que contempla a pessoa amada, o beijo, a carícia, o contato, podem constituir muitas manifestações de ternura e de proximidade pessoal que preparam pouco a pouco o casal para a sexualidade conjugal. De toda os modos, resguarda-se a plena e definitiva intimidade física para o momento em que o amor terá maturidade suficiente, e a fase vital do namoro se cumprirá no matrimônio.

Estabelecer limites precisos, válidos para todos e de uma vez por todas, pode ser difícil e pode não corresponder à realidade específica e atual de um namoro que representa sempre, por definição, uma condição dinâmica. O casal, no manifestar fisicamente o próprio afeto e o próprio desejo natural, deve levar em consideração o itinerário e a sensibilidade de ambos, em um clima de respeito recíproco, de sinceridade e de diálogo. Os namorados são chamados a serem responsáveis, sábios e honestos, evitando comportamentos que possam levá-los, ainda que de forma disfarçada, à genitalização prematura da relação.

Sobre isso, um documento da Congregação para a Educação Católica (Orientações educativas sobre o amor humano), no número 96, expressa-se negativamente quanto a "certas manifestações de tipo sexual que por si se dirigem à relação completa sem, porém chegar à sua realização". Isso se refere ao contato e estimulação entre os namorados que buscam intencionalmente a excitação sexual e o orgasmo, mesmo evitando uma união sexual verdadeira e completa. Segundo a moral católica, a expressão genital da comunhão interpessoal deve, para ser integralmente verdadeira e significativa, estar enraizada no contexto do amor conjugal.

Tags:
AmorCasamentoCastidadeNamoroSexualidade
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da mis...
Aleteia Brasil
Oração do Advento
SANTUÁRIO DE APARECIDA INTERIOR BASÍLICA
Reportagem local
Suposto surto de covid-19 entre padres do San...
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
FIRST CENTURY HOUSE AT THE SISTERS OF NAZARETH SITE
John Burger
Arqueólogo diz ter encontrado a casa onde Jes...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia