Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 23 Novembro |
Santo Anfilóquio
home iconEstilo de vida
line break icon

Será que as pessoas “com manchas no passado” podem mesmo mudar?

Jorge Quinteros CC

Marge Fenelon - publicado em 04/09/14

Conheça a vida de três grandes pecadores que conseguiram!

Comentei recentemente com uma amiga o meu entusiasmo ao ver sinais de mudança em uma pessoa que conhecemos e que tem graves “manchas no passado”. Minha amiga opinou com reticência: “As pessoas nunca mudam”.

Eu concordo. Mas só até certo ponto.

Há, sim, pessoas que nunca mudam, seja porque elas não querem mudar de verdade ou porque não têm a força interior para mudar (e desconhecem que Deus pode suprir o que lhes falta). Comportamentos imorais e autodestrutivos podem se enraizar e virar uma armadilha que as mantém aprisionadas. Outras pessoas podem estar presas num ambiente que as impede de enxergar alternativas melhores: elas não mudam porque não sabem que existe coisa melhor para a qual mudar. Para as pessoas que estão nessas situações, a mudança pode ser ilusória.

O fato é que a mudança é sempre ilusória quando confiamos apenas em nossa força de vontade humana para consegui-la. Estou falando, é claro, da mudança interior, não das mudanças exteriores, mais fáceis, que podem ser feitas no físico ou na aparência mediante dietas, exercícios ou um novo corte de cabelo. A mudança sobre a qual a minha amiga e eu estávamos discutindo é aquela que nos leva da escuridão do pecado para a luz de Cristo. Esse tipo de mudança acontece com bastante frequência, mas sempre pela graça de Deus.

São Paulo é um exemplo óbvio e, mesmo assim, surpreendente. Quando ainda se chamava Saulo, ele era um fariseu fanático que odiava os cristãos a ponto de caçá-los e matá-los. Ele "respirava ameaças de morte contra os discípulos do Senhor" (Atos 9,1) e chegou a participar do apedrejamento de Santo Estêvão, o primeiro mártir de Cristo. Saulo achava que a fé cristã tinha que ser destruída e que a única maneira de acabar com ela era a destruição de todos os cristãos. Até que, um dia, na estrada para Damasco, ele foi cegado por uma luz brilhante vinda do céu. Ouviu uma voz e, quando perguntou quem estava lhe falando, a voz respondeu: "Eu sou Jesus, a quem tu persegues". O resumo da longa história é que Saulo se converteu ouvindo a voz de Jesus e tornou-se Paulo, o grande apóstolo missionário dos gentios e mártir nas mãos dos romanos. Pela graça de Deus, Paulo mudou drasticamente.

Penso ainda em Maria Madalena, que alguns estudiosos bíblicos especulam que fosse prostituta antes de conhecer Jesus. Independentemente disso, ela estava possuída por sete demônios e foi libertada por nosso Senhor (Lc 8, 2). Quando penso nesses demônios de Maria Madalena, eu me lembro que todos nós temos "demônios" de algum tipo ou de outro: um vício, uma falha constante, um rancor, uma mágoa, um transtorno de humor ou de personalidade, ou alguma "mancha no passado". Depois de ser salva por Jesus, Madalena se tornou uma das suas mais fiéis seguidoras. Ela acompanhou o Mestre durante todo o seu ministério, inclusive ao pé da cruz, quando quase todos os outros discípulos o tinham abandonado. Ela foi a primeira a quem Cristo apareceu depois da ressurreição. Foi ela quem anunciou aos apóstolos que Ele tinha ressuscitado. Este fato é extremamente eloquente quanto ao grande respeito de Jesus por ela. Com a graça de Deus, Maria Madalena mudou de mulher possuída por demônios para mulher repleta do Espírito Santo.

A mudança de Santo Agostinho levou muito mais tempo que a de São Paulo, mas também foi muito impactante. Educado na fé pela mãe, Santa Mônica, embora não batizado devido às objeções do pai pagão, Agostinho teve uma concubina, foi pai de um filho ilegítimo, Deodato, e abraçou a heresia maniqueísta. Viveu anos em estado de pecado, aparentemente alheio às súplicas e orações da mãe para que se arrependesse. Durante anos, Agostinho não teve vontade de mudar, embora ficasse cada vez mais convencido de que era isso o que ele tinha que fazer. Um dia, ao ouvir falar de dois homens que de repente resolveram consagrar a vida como monges, ele se viu profundamente triste com a própria incapacidade de se comprometer com Deus e de abandonar a vida de prazeres sensíveis. Enquanto chorava, Agostinho ouviu a voz de uma criança que lhe dizia: "Pega e lê". Ele pegou uma bíblia que estava por perto e abriu-a na carta de São Paulo aos Romanos, onde o apóstolo denunciava indecências e chamava os fiéis a revestir-se do Senhor Jesus Cristo e renunciar à obra da carne. Agostinho entendeu finalmente que era hora de mudar de vida e seguir Jesus. Ele se batizou e acabou se tornando bispo, santo e doutor da Igreja.

São apenas três exemplos de pessoas que no começo resistiram e depois abraçaram a mudança, aceitando a graça de Deus.

Há várias pessoas na minha vida que foram transformadas pela graça de Deus e eu aposto que você também conhece algumas.

Penso muitas vezes nas palavras de São Paulo aos Filipenses: "Tudo posso naquele que me fortalece" (Filipenses 4,13). O passado das pessoas é menos importante do que o seu presente e futuro. Comportamentos nocivos arraigados, influências destrutivas, passado lamentável, tudo isso pode ser superado quando, com sinceridade e humildade, uma pessoa se abre ao bálsamo do amor de Deus e permite que Ele opere a mudança na sua vida.

Algumas pessoas nunca mudam, mas outras sim. A mudança depende da graça de Deus, não dos nossos julgamentos.

Tags:
ConversãoPecadosantidadeValores
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
FATHER PIO
Maria Paola Daud
Quando Jesus conversou sobre o fim do mundo c...
ŚWIĘTA TERESA WIELKA
Philip Kosloski
Oração de Santa Teresa de Ávila para acalmar ...
IOTA
Lucía Chamat
Imagem da Virgem resiste a furacão que devast...
EL TOCUY
Aleteia Brasil
Pe. Gabriel Vila Verde: há muita diferença en...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Atenção: versão falsa e satânica da Medalha M...
POPE AUDIENCE
Reportagem local
A oração de cura que pode ser dita várias vez...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia