Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 06 Dezembro |
Bem-aventurado Janos Scheffler
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

O Estado Islâmico é fruto da virada extremista da sociedade muçulmana

This Should Be Obvious, But Islam and Catholicism Are Very Different – pt

Arian Zwegers

Erebmedioriente - publicado em 05/09/14

A confissão de um ex-extremista, segundo o qual as formações terroristas querem tomar o poder a todo custo usufruindo do medo e da violência

O Estado Islâmico tem as raízes na proliferação das ideias extremistas no mundo muçulmano e forte influência das raízes islâmicas na Universidade islâmica de Al Azhar. O seu sucesso se deve ao vazio deixado pelo fracasso parcial da Irmandade Muçulmana e do extremismo islâmico político. Esse foi o destaque da entrevista concedida por Osama el Koussy*, jihadista egípcio que contou para o jornal Mcn Direct os objetivos do EI (Estado Islâmico) e as razões da sua força.

Para el Koussy o Estado Islâmico e outras formações terroristas querem tomar o poder a todo custo usufruindo do medo e da violência. Isso contrasta com muitos aspectos da ideologia da Irmandade Muçulmana e das ideias do próprio el Koussy, que visa a uma difusão do islamismo através da escalada política, mais ou menos lícita, e da presença nas instituições.

O ex-extremista, que hoje tem uma posição moderada focada na divisão entre política e religião, está convencido do perigo representado pelo Estado Islâmico para os cristãos: “é evidente que existe um programa para atingir os cristãos nas regiõess. O objetivo é expulsá-los do Oriente Médio, mas isso não será fácil de alcançar porque os cristãos são ligados a sua terra natal, a sua e, ao invés de abandonar a cidade, estão dispostos morrer, como infelizmente está acontecendo no Iraque”.

El Koussy está convencido de que o islã e os outros grupos extremistas atraem seus adeptos por meio de mentiras e lavagem cerebral, prometendo a eles a glória, em alguns casos dinheiro, além de um paraíso caracterizado pela santidade e virgens. Segundo o ex-extremista, estas pessoas são criminosos orgulhosos de cometer assassinatos, expulsar as pessoas de suas casas, estuprar mulheres e jogar futebol com a cabeça das pessoas. “Todos os seus líderes religiosos – afirma – são enganadores porque convencem seus adeptos de que aquilo que estão fazendo é para o bem de Deus”. Dentro deste quadro, el Koussy, que por seu posicionamento foi acusado de não ser um verdadeiro muçulmano, aponta o dedo também contra a Universidade islâmica de Al Azhar, a principal universidade do mundo sunita: “Al Azhar precisa ser desinfetada dos extremistas”.

*Osama el-Koussy é um médico que se tornou um líder religioso muçulmano. Após uma longa militância entre as filas do extremismo islâmico, mudou sua posição, iniciando a apoiar a ideia de que a religião e o Estado não devem se misturar. Com suas ideias “moderadas”, al-Koussy foi acusado por muitos religiosos salafitas de ser um agente de Mubarak. Após a queda do regime de Mubarak ele produziu diversos vídeos, nos quais tenta dar voz ao islã moderado, abrindo também a possibilidade de que um cristão possa se tornar um dia presidente do Egito.

Tags:
CristãosEstado IslâmicoMuçulmanosMundo
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia