Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 27 Novembro |
São Máximo de Lérins
home iconAtualidade
line break icon

Ucrânia e separatistas pró-russos assinam acordo de cessar-fogo

<p>Negociações de paz entre representantes do governo e dos rebeldes da Ucrânia em Minsk, em Belarus.</p>

AFP - publicado em 05/09/14

A assinatura do acordo de cessar-fogo ocorre após o presidente russo, Vladimir Putin, apresentar um plano de paz

Kiev e os rebeldes pró-russos anunciaram a assinatura de um cessar-fogo que entra em vigor nesta sexta-feira às 15H00 GMT (12H00 de Brasília), durante uma reunião em Minsk para colocar fim a cinco meses de confrontos no leste da Ucrânia.

"Confirmo que estamos dispostos a respeitar o protocolo de acordo assinado e parar os combates às 18H00, hora de Kiev (15H00 GMT)" desta sexta-feira, declarou à imprensa o "primeiro-ministro" da autoproclamada República Popular de Lugansk, Igor Plotnitski.

O presidente ucraniano Petro Poroshenko ordenou suas tropas a cessar as hostilidades no leste do país a partir das 15h00 GMT, após anunciar em seu Twitter a assinatura de um "protocolo preliminar" para um cessar-fogo com os rebeldes.

O Kremlin reagiu, dizendo que espera que o acordo de cessar-fogo seja "respeitado ponto por ponto".

"Moscou espera que todas as disposições do documento e os acordos obtidos (em Minsk) serão respeitados por todas as partes, e que o processo de negociação em vista de uma solução completa à crise na Ucrânia prossiga", declarou o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

Já o secretário-geral da Otan, Anders Fogh Rasmussen, que declarou seu ceticismo quando ao plano de paz proposto pela Rússia, indicou que espera que o anúncio de cessar-fogo seja o primeiro passo para um processo político.

"Uma coisa é declarar um cessar-fogo, mas a próxima etapa crucial é a aplicação de boa fé (do cessar-fogo) e isso precisa ser visto", declarou em coletiva de imprensa ao final da cúpula da Otan em Newport.

Confrontos no leste

Não há indicações sobre a duração desta trégua, que constitui uma vitória para os separatistas e a Rússia, na medida em que poderá endossar a perda de Kiev de várias cidades do leste da Ucrânia após o avanço nas últimas semanas dos rebeldes, apoiados por militares russos.

Apesar das negociações conduzidas na capital de Belarus, intensos combates foram travados nesta sexta-feira nos subúrbios da cidade estratégica portuária de Mariupol, no sul da Ucrânia, enquanto diversas explosões perto do reduto rebelde de Donetsk foram ouvidas durante a madrugada.

Mas, segundo jornalistas da AFP no local, após o anúncio de cessar-fogo os combates pararam nos arredores de Mariupol.

Na estrada entre Makiivka e Yasinuvata, a nordeste de Donetsk, um grupo de separatistas custava a acreditar no cessar-fogo, já que uma de suas posições acabava de ser bombardeada.

O acordo entre Kiev e os rebeldes, apoiado pelo presidente Vladimir Putin, poderia permitir a Moscou evitar novas sanções que o Ocidente está prestes a tomar.

Os Estados Unidos preparam, em estreita coordenação com a União Europeia, novas sanções econômicas contra a Rússia para aumentar a pressão sobre o Kremlin, acusado de incitar a crise que já custou cerca de 2.600 vidas desde abril.

O chefe da diplomacia britânica, Philip Hammond, no entanto, declarou nesta sexta-feira que as novas sanções poderiam ser suspensas em caso de cessar-fogo.

A trégua alcançada durante as discussões do "grupo de contato", reunindo a Rússia, a Ucrânia, os separatistas e a OSCE (Organização para a Segurança e Cooperação na Europa), está muito distante do plano de paz desejado pelo primeiro-ministro ucraniano Arseniy Yatsenyuk.

Ele lembrou que o plano de paz deveria incluir "a retirada das tropas russas, dos bandos e dos terroristas (os separatistas) e o restabelecimento da fronteira".

Mas a margem de manobra parece pequena para Kiev, com as tropas do presidente Poroshenko perdendo terreno a cada dia.

Força rápida da Otan

Frente a atitude da Rússia na Ucrânia, a Aliança Atlântica anunciou nesta sexta-feira a criação de uma força de resposta rápida, que pode ser implantada em poucos dias em caso de escalada da crise, e que manteria uma presença permanente no leste europeu.

A assinatura do acordo de cessar-fogo ocorre após o presidente russo, Vladimir Putin, apresentar um plano de paz de sete pontos, no qual pede que as forças governamentais ucranianas se retirem das regiões industriais de Donetsk e Lugansk.

Os ocidentais suspeitam das intenções do presidente russo que, descontente com o acordo de associação econômica assinado em junho entre a Ucrânia e a União Europeia, tenta a qualquer custo manter estas regiões dependentes do comércio com a Rússia.

Prova desta desconfiança, Anders Fogh Rasmussen declarou na quinta-feira que "a Rússia combate contra a Ucrânia, na Ucrânia. As tropas e tanques russos atacam as forças ucranianas. Enquanto fala de paz, a Rússia não faz um único movimento para tornar a paz possível".

Tags:
Mundo
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
Papa Francisco com máscara contra covid
Reportagem local
As 3 “covids” do Papa Francisco
MARADONA
Pablo Cesio
Pelé sobre Maradona: "Espero que um dia jogue...
WEB2-COMMUNION-EUCHARISTIE-HOSTIE-GODONG-DE354465C-e1605635059906.jpg
Reportagem local
Internado na UTI, Pe. Márlon Múcio continua c...
John Burger
A melhor maneira de contar a seus filhos a ve...
MARYJA
Philip Kosloski
A melhor oração mariana para quando você prec...
POINSETTIAS,CHRISTMAS,ALTAR
A. J. Clishem
O segredo do grau de inclinação da cabeça de ...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia