Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 25 Novembro |
São Pedro Yi Ho-Yong
home iconAtualidade
line break icon

Serra Leoa revive após confinamento de três dias

<p>Membro da ONG Médicos Sem Fronteiras lança em fossa saco com objetos contaminados pelo Ebola, em 14 de aogsto em Kilahun</p>

Agências de Notícias - publicado em 22/09/14

O confinamento permitiu detectar 150 casos novos do vírus mortal e encontrar 70 cadáveres

Serra Leoa voltava nesta segunda-feira à normalidade após três dias de confinamento que permitiram descobrir dezenas de mortos devido ao Ebola, ao mesmo tempo que o religioso espanhol que contraiu o vírus neste país chegou a Madri para receber tratamento médico.

O confinamento permitiu detectar 150 casos novos do vírus mortal e encontrar 70 cadáveres, indicaram as autoridades nesta segunda-feira.

A epidemia provocou mais de 2.600 mortes durante o ano, provocando uma crise de saúde de repercussões sociais e econômicas nos três países mais afetados: Serra Leoa, Libéria e Guiné.

Em Serra Leoa, onde o vírus hemorrágico matou mais de 600 pessoas, os seis milhões de habitantes foram proibidos de sair de suas casas nos últimos três dias.

O balanço de cadáveres encontrados e de casos detectados durante o confinamento se limita à capital Freetown e aos seus arredores.

Os resultados para todo o país podem aumentar consideravelmente os números gerais, indicaram nesta segunda-feira as autoridades.

"A população respeitou a ordem de permanecer em suas casas, o que permitiu às equipes de campanha sensibilizar as famílias sobre o Ebola", ressaltou um funcionário dos serviços públicos de saúde.

Na Espanha, o missionário católico Manuel García Viejo, de 69 anos, chegou na madrugada desta segunda-feira a Madri, procedente de Serra Leoa, em um avião-ambulância e foi imediatamente transferido ao hospital Carlos III.

O missionário encontra-se no momento em uma situação grave, informou o hospital.

García Viejo, especializado em medicina tropical, membro da Ordem Hospitalar de ‘San Juan de Dios’, instalada na África há 30 anos, dirigia em Serra Leoa o hospital da cidade de Lunsar.

O religioso é o segundo caso de um espanhol infectado com esta doença desde o início da epidemia.

Em agosto, o também religioso Miguel Pajares, de 75 anos, morreu de Ebola depois de ser transferido a Madri.

Faltam leitos

Já a Libéria, o país mais afetado, com mais de 1.450 mortos, anunciou que vai aumentar o número de leitos dos 250 atuais para 1.000, para tratar os doentes em Monróvia, a capital, praticamente com o sistema de saúde em colapso.

"Rejeitamos pacientes porque não temos espaço. É por isso que o governo vai tentar disponibilizar 1.000 leitos para poder receber todos os pacientes", declarou à AFP o ministro da Informação, Lewis Brown.

"Desta forma colocaremos fim à propagação porque os que rejeitamos retornam as suas comunidades, onde podem infectar outras pessoas", acrescenta.

No dia 8 de setembro, a Organização Mundial da Saúde (OMS) advertiu que a Libéria poderia registrar "vários milhares de novos casos".

No condado de Montserrado (oeste), que inclui Monróvia, a OMS informou que são necessários urgentemente 1.000 leitos para os doentes da epidemia do vírus do Ebola na África ocidental, a mais grave desde que foi identificada em 1976.

Os últimos dados da OMS falam que na Libéria foram registrados 2.710 casos, mas estes números são de uma semana atrás, e os serviços de saúde da capital precisaram enfrentar um enorme fluxo de pacientes nos últimos dias.

"Estou aqui desde esta manhã. Já estive ontem e anteontem, mas me dizem para ir embora e voltar mais tarde", contou à AFP Fatima Bonoh, de 35 anos, com tremores, na entrada do hospital da Redenção de Monróvia.

Um segundo grupo de militares americanos chegou no domingo à Libéria como parte de uma missão de 3.000 soldados destinada a ajudar os serviços de saúde do país.

Na Nigéria, onde o vírus matou oito pessoas de 20 casos confirmados, foi confirmado para esta segunda-feira o retorno às aulas após férias prolongadas devido ao Ebola, mas o sindicato majoritário de professores está preocupado com os riscos de propagação do vírus nas instituições de ensino.

De fato, a epidemia preocupa o mundo inteiro. A Índia anunciou o adiamento da 3ª Cúpula Índia-África prevista em Nova Délhi em dezembro, que contaria com a participação de 50 países africanos.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
MARYJA
Philip Kosloski
A melhor oração mariana para quando você prec...
pildorasdefe.net
Por que você não vai para frente? Talvez este...
Medalha de São Bento
pildorasdefe.net
Oração a São Bento para afastar o mal e pedir...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Reportagem local
Oração para afastar o mal de um recinto
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
FATHER PIO
Maria Paola Daud
Quando Jesus conversou sobre o fim do mundo c...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia