Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 26 Novembro |
São Silvestre Guzzolini
home iconAtualidade
line break icon

Japão retoma operações de resgate no vulcão Ontake

<p>O Japão espera uma grande tragédia neste domingo no dia seguinte à súbita erupção de um vulcão na região central do país, um desastre que surpreendeu muitos montanhistas, mais de 30 estavam "em um estado de parada cardíaca"</p>

AFP - publicado em 29/09/14

"Nós temos a confirmação de 31 pessoas foram encontradas em estado de parada cardíaca perto do cume"

As operações de resgate no vulcão japonês do monte Ontake, cuja erupção surpreendeu caminhantes e turistas, deixando mais de 30 mortos e muitos feridos, foram retomadas na manhã de segunda-feira (hora local, noite de domingo no Brasil).

Mais de 500 socorristas dos serviços da polícia, dos bombeiros e grupos da Defesa Civil se reuniram por volta das 06h00 locais (18h00 de Brasília, 21h00 GMT) aos pés do Ontake, localizado entre as províncias de Nagano e Gifu.

"Não sabemos até onde poderão subir, isso dependerá das condições, da fumaça que (o vulcão) ainda emite", explicou à AFP um funcionário da prefeitura de Nagano.

A morte de quatro pessoas, quatro homens com idades entre 23 e 61 anos, que ficaram presas no sábado na repentina erupção do vulcão, foi confirmada pela TV pública NHK, enquanto mais de vinte outras pessoas se encontram com "parada cardíaca".

"Nós temos a confirmação de 31 pessoas foram encontradas em estado de parada cardíaca perto do cume", declarou à AFP um porta-voz da polícia de Nagano (centro).

Os socorristas falam de "parada cardíaca" para se referir às vítimas que não apresentam nenhum sinal vital. As autoridades japonesas costumam usar este termo, à espera de que os médicos certifiquem os óbitos, o que deve acontecer nas próximas horas.

Entre estas vítimas, quatro homens tiveram a morte declarada neste domingo, após terem sido transportados pelos serviços de socorro, segundo o canal de TV público NHK.

Os socorristas, que "suspenderam suas operações durante a tarde, devido à crescente concentração de enxofre", só puderam levar estas quatro pessoas sem lhes dar cuidados especiais, levando em conta que seu estado era crítico.

Ao anoitecer do domingo, ainda havia 27 pessoas aparentemente sem vida, que deviam ser levadas para baixo. Mas, na melhor das hipóteses, só serão transportadas na segunda-feira.

Outas dezenas de pessoas sofreram ferimentos, devido à queda de rochas ou se intoxicaram pela inalação de poeira. Helicópteros das forças de autodefesa, enviadas ao local no sábado pelo governo, socorreram sete delas.

– Um fenômeno pouco comum –

O vulcão Ontake, de 3.067 metros de altitude, despertou bruscamente ao meio-dia de sábado, lançando espessas nuvens de fumaça, cinzas e pedras.

"Houve um estrondo e a fumaça escureceu o céu", explicou à agência Kyodo Shuichi Mukai, encarregado de um albergue de montanha perto do topo.

Este episódio raríssimo, o primeiro importante nos últimos 35 anos no caso deste vulcão, suspreendeu mais de 300 caminhantes e turistas neste início de outono (boreal), particularmente propício para as caminhadas.

Muitos visitantes fugiram, em pânico, cobrindo a cabeça e o rosto para evitar a asfixia, segundo testemunhos e vídeos amadores.

No entanto, dezenas de pessoas – entre 45 e 49, segundo estimativas das autoridades locais – não conseguiram descer e passaram a noite em refúgios.

No total, 550 soldados, policiais e bombeiros participavam das operações de salvamento.

O vapor continuava escapando, este domingo, da cratera do vulcão, e existe o risco de que caiam cinzas em um raio de 4 km, alertou a agência meteorológica.

"Ninguém imaginaria uma erupção neste tipo de montanha. Eu não podia acreditar", disse um membro da equipe do NHK que estava no local para fazer uma filmagem.

O monte Ontake não despertava de forma tão forte desde 1979, quando o vulcão cuspiu mais de 200.000 toneladas de cinzas, segundo meios de comunicação locais.

Uma erupção de menor magnitude foi registrada em 1991 e este vulcão foi responsável por vários sismos em 2007.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
MARYJA
Philip Kosloski
A melhor oração mariana para quando você prec...
Papa Francisco com máscara contra covid
Reportagem local
As 3 “covids” do Papa Francisco
WEB2-COMMUNION-EUCHARISTIE-HOSTIE-GODONG-DE354465C-e1605635059906.jpg
Reportagem local
Internado na UTI, Pe. Márlon Múcio continua c...
pildorasdefe.net
Por que você não vai para frente? Talvez este...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Confissão não é para contar problemas, mas para contar pecados
Pe. Gabriel Vila Verde
Confissão não é para contar problemas, mas pa...
RED WEDNESDAY
Reportagem local
Perseguição aos cristãos no mundo é denunciad...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia