Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 26 Novembro |
São Silvestre Guzzolini
home iconAtualidade
line break icon

Palestinos acusam Netanyahu de 'manipulação grosseira' dos fatos

<p>O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, fala durante assemnleia da ONU, em 29 de setembro de 2014</p>

AFP - publicado em 30/09/14

Netanyahu tem procurado assimilar a organização extremista Estado Islâmico, que atua no Iraque e na Síria, ao movimento palestino Hamas

Uma líder da Organização de Libertação da Palestina (OLP) acusou nesta segunda-feira o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, de "manipulação grosseira dos fatos", depois que ele comparou o Hamas ao Estado Islâmico e ao Irã, em seu discurso na ONU.

"Com esse discurso, Netanyahu tenta enganar o público, utilizando a linguagem do ódio, calúnias e subterfúgios", criticou Hanan Ashrawi.

Há várias semanas, Netanyahu tem procurado assimilar a organização extremista Estado Islâmico, que atua no Iraque e na Síria, ao movimento palestino Hamas, que controla a Faixa de Gaza, como "diferentes ramos da mesma árvore venenosa" em seu esforço para justificar a última ofensiva contra o território palestino.

Segundo a líder da OLP, Netanyahu "perdeu o senso de realidade ao ignorar a ocupação, os massacres e os crimes de guerra" praticados por Israel.

Netanyahu afirmou nas Nações Unidas que "o combate ao Islã miliciano é indivisível" e que a "luta de Israel contra o Hamas não é apenas a nossa luta, mas também a luta de vocês".

"Ao afirmar que Hamas e Estado Islâmico são as duas faces da mesma moeda, Netanyahu busca misturar tudo. O Hamas é um movimento de libertação nacional palestino, enquanto o ocupante (israelense) é a fonte do mal e do terrorismo no mundo", disse o porta-voz do Hamas em Gaza, Sami Abu Zuhri.

O terceiro conflito em seis anos na Faixa de Gaza, onde vivem 1,8 milhão de palestinos, deixou mais de 2.200 mortos, a grande maioria civis.

Da tribuna das Nações Unidas, o presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, denunciou na sexta-feira passada o "genocídio" e a política israelense de "apartheid" contra os palestinos.

Tags:
MundoTerra Santa
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
MARYJA
Philip Kosloski
A melhor oração mariana para quando você prec...
Papa Francisco com máscara contra covid
Reportagem local
As 3 “covids” do Papa Francisco
WEB2-COMMUNION-EUCHARISTIE-HOSTIE-GODONG-DE354465C-e1605635059906.jpg
Reportagem local
Internado na UTI, Pe. Márlon Múcio continua c...
pildorasdefe.net
Por que você não vai para frente? Talvez este...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Confissão não é para contar problemas, mas para contar pecados
Pe. Gabriel Vila Verde
Confissão não é para contar problemas, mas pa...
RED WEDNESDAY
Reportagem local
Perseguição aos cristãos no mundo é denunciad...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia