Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 05 Dezembro |
São Saba
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Você vai se surpreender com as pessoas que encontrará no céu!

James Tissot c. 1890 - Wikipedia

Canonry of St. Leopold - publicado em 04/10/14


pecadores que “disseram ‘não’” entram no Reino: não por terem dito ‘não’, o que não leva a lugar nenhum, mas por terem tido uma mudança de coração, uma conversão.

Eles foram para o campo, seguiram Jesus. Mesmo depois de rejeitarem a vontade de Deus com um coro de nãos, depois de uma vida de "eu não quero" (tradução mais próxima do que o filho diz no original grego), eles começaram a mudar de postura, a deixar para trás aquele “não” inútil e destrutivo e a dizer, com obras, mesmo que ainda não explicitamente em palavras, o grande “Sim” que é Cristo.

Se você sabe que o seu "não" não é bom, é mais fácil mudar e dizer "sim"; se você acha que o seu "sim" é a resposta, então você não tem quase nenhuma chance de mudar.

Normalmente, só quando percebemos que não estamos sendo limpos, só quando percebemos que vínhamos dizendo “não” a ​​Cristo de várias maneiras (“não” a perdoar os outros, “não” à paciência, “não” ao amor, “não” à oração, “não” ao que a Igreja ensina, e assim por diante), encontramos o ímpeto, a confiança, a força para mudar, para nos converter. Essa é a grande vantagem do pecador que sabe que é pecador: a consciência dos seus pecados. Não é o que acontece, porém, com o pecador (e todos nós somos pecadores) que usa o seu “sim” para esconder o seu “não”.

É claro que, nesta interessante e complexa parábola, o verdadeiro herói está escondido. Ele não é, certamente, o filho que disse que “sim”: este só está enganando a si mesmo ao achar que fez o que seu pai queria apenas porque disse “sim”. Também não é o filho que disse “não”, mas depois acabou fazendo a vontade do pai: este é o caso, de alguma forma, de todos nós. O verdadeiro herói, evidentemente, é Cristo, o Filho que não somente disse “sim”, mas que de fato cumpriu a vontade do Pai. Toda a sua vida é um Eterno Sim ao Pai.

A promessa desta parábola também é escondida. Onde quer que estejamos neste momento, sejamos o filho ou a filha que diz “sim” e não faz ou que diz “não” e acaba mudando de postura, sempre existe a esperança de nos tornarmos aquele que diz e realmente faz a Vontade do Pai. Quanto mais nos deixarmos envolver por Cristo, quanto mais o deixarmos afastar-nos tanto do “não” que leva à morte quanto do “sim” falso que é só uma ilusão de autojustificação, mais poderemos nos tornar verdadeiros filhos e filhas de Deus.

Um epílogo, que talvez tenha pouco a ver com essa homilia, mas que eu incluo como um incentivo para a equanimidade que nos liberta: logo depois da homilia que eu mencionei no início, um seminarista vietnamita, muito brincalhão, foi até o pregador e lhe disse, fazendo-se de sério: "Padre, eu fiquei ofendido!". O padre não sabia direito o que dizer e ficou um pouco nervoso. O seminarista (que hoje é um sacerdote muito bom, por sinal) ficou com pena e explicou: "Eu me senti excluído, padre. O senhor não usou nenhum termo ofensivo específico para o povo vietnamita na sua homilia! Só usou insultos orientais genéricos!".

Enxergar tudo com santo humor nos ajuda a ver tudo, inclusive a nós mesmos, “sub specie æternitatis”, ou seja, do jeito que Deus nos vê.

Tenho certeza de que vamos nos surpreender com as pessoas que encontraremos no céu, mas elas também podem ficar surpresas ao nos encontrar por lá… Esse é o começo da alegria; e nós podemos começar a praticá-la agora!

  • 1
  • 2
Tags:
PecadosalvacaoValores
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia