Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 13 Agosto |
São Ponciano
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

O perigo da difamação na internet

Privacy and internet 2 – pt

Mike Licht / Flickr CC

Mensajero del Amor de Dios - publicado em 07/10/14

Como evitar falar mal de alguém? Como saber se o difamado sou eu?

"Mas eu vos digo: todo aquele que se irar contra seu irmão será castigado pelos juízes. Aquele que disser a seu irmão: Raca, será castigado pelo Grande Conselho. Aquele que lhe disser: Louco, será condenado ao fogo da geena." (Mateus 5, 22)

A difamação é um pecado gravíssimo que, na internet, onde parece que nossa identidade e integridade estão mais protegidas, se multiplica constantemente. Dizem coisas e acusam as pessoas, e muitas vezes não contrastamos a informação e acabamos difamando. Ou inclusive pior: muitos sites fazem isso propositalmente, com o objetivo de desacreditar o próximo.

No entanto, Bento XVI já explicou que a esta cultura diabólica do mundo de hoje, da calúnia e da mentira, os católicos devem dizer sempre "não", já que, por ser batizados, pertencem a Deus e, por isso, devem viver na verdade.

A difamação nos torna cegos

Assim, um católico que difama, calunia, maldiz ou faz juízos temerários de forma pública, reiterada e consciente, está caindo em um pecado muito grave do qual é urgente sair, pois o respeito à reputação e à honra das pessoas proíbe toda atitude e toda palavra de maledicência ou de calúnia (cf. Catecismo 2507).

Mas recordemos que Deus sempre tem misericórdia, e o sacramento da Reconciliação está aberto aos que se arrependem de suas faltas passadas e desejam escolher sinceramente Jesus e sua Palavra.

Especialmente na internet, esses lugares são reconhecidos imediatamente: o tema é monótono e recorrente, fala-se sempre mal, não se reconhece nada bom sobre o tema tratado, são expostas as falhas mais insignificantes, os comentários costumam ser um contínuo de acusações e ataques etc. Em suma: vale tudo na hora de causar um dano. Além disso, se o site em questão se denomina "católico", não faltarão as interpretações livres e tiradas de contexto da Bíblia e da doutrina da Igreja.

Mas, diante disso, o que fazer? Inicialmente e pelo bem dessas pessoas, se for possível corrigir com amor e da forma mais privada possível. Se após várias tentativas não se consegue nada, podemos rezar pelas pessoas e não voltar a visitar esses sites, como diz São Pedro, que recomenda rejeitar toda malícia e todo engano, hipocrisia, inveja e todo tipo de maledicência (cf. 1 Pedro 2, 1). E se você for o objeto da difamação? Abençoar os que o maldizem e rezar pelos que o difamam (cf. Lucas 6, 27).

E o que podemos fazer para evitar cair na difamação acidentalmente? Exercer a prudência e o discernimento! Dessa maneira, você dirá somente o que for apropriado, após confirmar toda a informação, e sempre com o olhar misericordioso dos olhos de Deus.

Em resumo, seja compassivo, como seu Pai celestial é compassivo (cf. Lucas 6, 36). Ele o perdoou e o amou; Ele o ajuda em sua vida diária e lhe deu a vida eterna. Cuide, então, da sua língua, pois o começo de toda obra é a palavra, e antes de toda ação vem a reflexão (cf. Eclesiástico 37, 16). Assim, você tratará o próximo como Deus trata você: com amor!

(Artigo publicado originalmente por Mensajero del Amor de Dios)

Tags:
Internet
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia