Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 22 Abril |
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

Casais: conselhos para lidar com as incompatibilidades

pareja alegre sentada en el parque – pt

© Richard foster

Aleteia Vaticano - publicado em 08/10/14

Conheça o seu temperamento e o do seu cônjuge para evitar conflitos e caminhar com esperança

As diferenças de temperamento, quando não são reconhecidas e trabalhadas, podem gerar graves conflitos dentro o casamento, chegando até a afetar o amor.

Todos nós podemos evoluir e aprender a lidar com nosso temperamento, até melhorá-lo. Mas, para isso, precisamos partir do reconhecimento de onde estamos neste momento.

Para evitar o conflito em um casal com diferenças de temperamento, é recomendável:

– Buscar conhecer mais sobre as características do temperamento do outro, para saber quais são seus pontos fortes e fracos. Assim, você pode aprender a não atacá-lo pela fraqueza.

– Não tentar adivinhar o que o outro está pensando ou sentindo. Cada um precisa falar claramente o que sente e pensa.

– É muito importante que cada um tenha espaço para expressar o que sente e pensa, mas sem converter isso em um monólogo, a ponto de que o outro nem sequer possa falar.

– Repetir o que o outro disse é uma boa técnica de comunicação. Isso ajuda a dar maior clareza ao que se entendeu e evitar mal-entendidos.

– Quando um casal tem diferenças de temperamento, a comunicação assertiva é fundamental, ou seja, os dois cônjuges precisam ser diretos, honestos, respeitosos, sem humilhar ou julgar um ao outro.

– Para ter sucesso na comunicação, é importante igualmente expressar com clareza o que se quer dizer, mas também prestar atenção no que está por trás do que se diz (atitude e gestos) e na forma como se fala.

Diante de conflitos já instalados no casal com diferenças de temperamento, é preciso:

– Levar em consideração que, partindo dos seus respectivos pontos de vista, ambos podem ter razão. Portanto, é necessário que ambos possam ceder. Assim, o poder não se concentra naquele que acredita ter razão sempre.

– Os dois devem estar dispostos a dar o melhor de si e não esconder sentimentos que os encham de veneno e rancor.

– Se for preciso, é importante exprimir estes sentimentos, expressando ao cônjuge quão ferido se está por alguma situação em especial, para que o outro possa entender o que se está sentindo.

Quando os problemas e as diferenças de temperamento são manifestados adequadamente, por meio de uma defesa madura dos próprios pontos de vista, o casal começa a cultivar uma atitude de confiança e esperança em que os problemas sempre terão uma solução adequada.

(Artigo publicado originalmente em Por tu Matrimonio)

Tags:
Casamento
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia