Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 25 Outubro |
Santo Antônio de Sant’Anna Galvão 
Aleteia logo
home iconReligião
line break icon

Abusos sexuais e o método O’Malley

George Martell

La Nuova Bussola - publicado em 10/10/14

Arcebispo de Boston conta sua experiência como pastor em uma diocese quase arruinada pelos escândalos

Por Stefano Magni

Há trinta anos, nas Ilhas Virgens Britânicas, o jovem arcebispo Sean Patrick O’Malley assustou-se quando viu o pequeno hidroavião no qual deveria embarcar. Diante dele tinha uma mulher um tanto acima do peso. O piloto desceu com um caderno na mão para anotar o peso dos outros passageiros antes de decolar. Quando perguntou para a mulher quanto pesava, ela sussurrou “40 quilos”. Depois se voltou ao jovem arcebispo, que respondeu “150 quilos". "Desta maneira, no primeiro dia como arcebispo, aprendi a carregar o peso do meu rebanho”. Patrick O’Malley tem 70 anos, é arcebispo de Boston e tem um grande senso de humor. 

O rebanho que O’Malley precisa guiar em Boston não é dos mais leves. Com uma população de maioria católica, mas extremamente secularizada, e uma alta taxa de imigração. Boston é um campo de batalha pela fé. “Mais difícil que um povo que nunca conheceu a fé, é o povo que a conheceu mas se mantém ‘vacinado’ contra a Palavra”, comenta o arcebispo. O’Malley foi nomeado arcebispo de Boston em 2003, uma das sociedade mais laicas da América. Assim que chegou, definiu abertamente o aborto como um “crime contra a humanidade”. No ano passado, recusou-se a receber o premier irlandês Enda Kenny, militante pró-aborto, durante sua visita ao Boston College. 

O arcebispo, usando as redes sociais em 2012, conduziu uma batalha contra a legalização da eunatásia. A sua é uma defesa intransigente da vida humana e da dignidade, desde a concepção. Por este motivo, adotou uma estratégia de tolerância zero em relação aos abusos contra menores. Este é um dos pontos mais interessantes do seu testemunho de evangelização.

O momento foi um dos mais difíceis e duros para toda a Igreja, não apenas para a diocese de Boston, de onde partiu o escândalo: “A dor das pessoas e dos padres em toda a diocese era palpável. Sabia que meu primeiro trabalho era reconstruir a Igreja de Boston”. Em 2003, antes de tudo, tratava-se de restaurar a confiança dos fiéis. “Em janeiro de 2002, no Boston Globe, apareceu na primeira página uma das terríveis histórias de sacerdotes que abusavam de crianças, as quais se encontravam sobre a responsabilidade espiritual deles. Os católicos de Boston, assim como aqueles que pertencem a outras religiões, ficaram estarrecidos com a quantidade de padres que estavam sendo acusados e pelo fato de que pudessem continuar a exercer o seu ministério. As pessoas esperavam que os padres e a hierarquia da Igreja fizessem sempre o certo, e ficaram decepcionadas com a Igreja. Foi difícil para muitos se confiar às pessoas que são os chefes da Igreja e seguir seus ensinamentos, dado que, muitos no passado tinham abusado sobretudo da confiança. Isto se tornou o motivo da não evangelização: muitos cristãos colocaram em dúvida sua fé ou pararam de praticá-la. Muitos se sentiam embaraçados por causa de sua mera filiação à Igreja e simplesmente não sabiam mais o que responder aos amigos não crentes. A Igreja e seus membros eram ridicularizados por grande parte da cultura contemporânea”. 

Ao contrário do senso comum, que pensa em uma Igreja que apenas agora, com o Papa Francisco, teria iniciado sua luta mais séria contra a pedofilia, O’Malley nos fala da dura ação disciplinar conduzida desde o verão de 2003, ainda nos tempos de João Paulo II. A grave doença dos abusos foi curada simultaneamente de três maneiras.

Primeira: assistência às vítimas

“Para mim foi um privilégio e uma fonte de grande humildade – lembra o arcebispo – encontrar centenas de vítimas de abusos e suas famílias. Suas vozes, rostos, palavras, lágrimas, ajudaram-me a entender quão profundamente tinham sido danificados aqueles que sofreram abusos. Alguns dos momentos mais tocantes foram os encontros com as famílias que tinham perdido os seus, mortos pelo suicídio, ou overdose de drogas, após a grave perturbação decorrente dos

  • 1
  • 2
Tags:
Abusos SexuaisCristãosevangelizacaoIgrejaPadrespedofilia
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Casal brasileiro com 8 filhos espera gêmeos
Francisco Vêneto
Jovem casal brasileiro com 8 filhos espera gêmeos: “cada um vale ...
2
Papa Emérito Bento XVI
Francisco Vêneto
Bento XVI: “Espero me unir logo” aos amigos que já estão na etern...
3
Papa Francisco São José Menino Jesus
Ricardo Sanches
A oração a São José que o Papa Francisco reza todos os dias há 40...
4
Reportagem local
A bela lição que este menino deu a todos ao se aproximar do Papa
5
São João Paulo II
Reportagem local
A última frase de São João Paulo II antes de partir desta vida
6
Ary Waldir Ramos Díaz
O papa que enfurece o diabo: São João Paulo II fez exorcismo dent...
7
Don José María Aicua Marín
Dolors Massot
Padre morre de ataque cardíaco enquanto celebrava funeral
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia