Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 02 Dezembro |
São Cromácio de Aquileia
home iconEstilo de vida
line break icon

Eutanásia: jovem tem data marcada para morrer

© Brittany Maynard

Corrado Paolucci - publicado em 10/10/14

A história da jovem americana Brittany Mayanard, 29 anos, que escolheu a eutanásia por causa de um tumor no cérebro

Brittany Mayanard, norte-americana de 29 anos, morrerá no dia 1° de novembro, um dia após o aniversário do seu marido. A jovem decidiu realizar a eutanásia logo após descobrir que um tumor no cérebro poderia matá-la em dois meses.

A descoberta da doença

A jovem havia voltado das férias com seu marido quando os médicos diagnosticaram um tumor no cérebro. A expectativa de vida dada a ela era de apenas dois meses (Huffington Post, 8 de outubro).

Decisão de suicídio

Após uma operação falha e com a ineficácia da cura, Brittany tinha todas as possibilidades de tratamento, mas manteve a convicção de que nenhum a ajudaria. A radiação total no cérebro e as outras opções disponíveis poderiam arruinar os seus últimos meses de vida, sem dar a ela uma real possibilidade de alongar o tempo de vida. Assim a jovem decidiu se transferir para Oregon, aproveitando a lei daquele Estado, que permite aos pacientes em fase terminal “se suicidarem” com a ajuda de um médico, ou seja, praticando a eutanásia. A família aceitou a decisão de Brittany (La Stampa, 9 de outubro).

Quero viver

O drama de Brittany representa uma das tantas histórias onde a dor e o sofrimento parecem ter a última palavra sobre a vida. Mas não é assim, porque a americana de 29 anos, no fundo do seu coração, não desejava morrer. Ela mesma disse: “Não há uma célula do meu corpo que quer morrer. Quero viver. Por isso mesmo, tendo que morrer, escolhi fazê-lo com minhas condições. Vou aproveitar plenamente cada instante da minha existência, até quando puder. Depois morrerei. Gostaria que existisse uma cura para minha doença, mas não tem”.

Na dor de suas palavras emerge o grito do bem que está presente em cada um de nós, neste grito que se revela a reação mais verdadeira e, ao mesmo tempo, mais profunda do nosso ser: a Esperança. O que pode faltar talvez a Brittany é alguém que testemunhe a ela esta Esperança, em carne e osso.

Tags:
AbortoEutanásiaMorteVida
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
PERU
Pablo Cesio
Peru: o menino de 6 anos que reza a Deus de j...
Aleteia Brasil
Oração do Advento
SANTUÁRIO DE APARECIDA INTERIOR BASÍLICA
Reportagem local
Suposto surto de covid-19 entre padres do San...
Sintomas da depressão
Reportagem local
8 sintomas físicos da depressão: fique atento...
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da mis...
Papa Francisco
Reportagem local
A oração diária de Advento que o Papa Francis...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia