Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 26 Outubro |
Santo Amando 
Aleteia logo
home iconAtualidade
line break icon

Por que as mulheres são menos felizes hoje do que na década de 1970?

Tjook-CC

Catherine Ruth Pakaluk - publicado em 12/10/14

Surpreendentemente, algumas respostas podem ser encontradas em revistas de beleza

Eu não sei bem o que aconteceu, mas, de alguma forma, comecei a receber a revista "Allure" por e-mail. Não sei se cliquei por acaso em algum link ou se é um presente anônimo. De qualquer modo, acho importante comentar que estão em cima da minha mesa de cabeceira as seguintes opções de leitura: “Primeiros dominicanos: escritos selecionados”, de Simon Tugwell, O.P.; “Serva do Senhor”, de Adrienne Von Speyr; “Frankenstein”, de Mary Shelley; uma edição recente da revista “The Economist” e o livro "Pensando rápido e devagar", de Daniel Kahneman. Eu poderia continuar (a pilha de livros é relativamente alta), mas confesso que só queria deixar claro que as minhas preferências de leitura não incluem as chamadas “revistas de beleza”…

O caso é que essa edição da “Allure” de outubro de 2014 traz a aparentemente muito aguardada lista de vencedores do “Melhor da Beleza”, organizada em diversas categorias como “batom”, “cremes” e “escovas de cabelo”. Essa foi uma leitura, digamos, bastante emocionante (e, a bem da verdade, até que aprendi várias coisas), mas fiquei muito mais impressionada com a manchete de capa sobre a supermodelo Cara Delevingne.

A manchete diz o seguinte: "A vida é uma grande festa e vocês estão todas convidadas".

“É mesmo?”, me perguntei. O que será que eles querem dizer com isso? Folhei rapidamente a revista para chegar ao tal artigo e descobrir a resposta. E a resposta incluía esta afirmação: "Cara Delevingne não se importa com a aparência, não dá bola para o Instagram e, com certeza, não joga conforme as regras".

Nem sequer os editores da “Allure” devem acreditar que os seus leitores tenham que adotar uma atitude dessas como estilo de vida. A mera sugestão de uma vida imaginária, sem regras de bom senso, já causa lá o seu pequeno dano pelo próprio fato de propor um ideal mítico de boa vida que não poderia estar mais longe daquilo que verdadeiramente dá sentido e realização à vida humana.

Essa matéria é um exemplo particularmente lamentável das mentiras que as chamadas “elites culturais” contam sobre a realidade; mentiras que são profundamente prejudiciais para as mulheres comuns.
No ano de 2009, os economistas Betsey Stevenson e Justin Wolfers publicaram um texto intrigante chamado “The Paradox of Declining Female Happiness” [“O paradoxo do declínio da felicidade feminina”], em que documentam uma guinada negativa e de grandes proporções na avaliação que as mulheres fazem sobre a própria felicidade desde o início da década de 1970.

As mulheres se consideram, de forma categórica, menos felizes hoje do que no início dos anos 70. O mesmo fenômeno acontece na comparação entre a avaliação feminina e a avaliação masculina da própria felicidade pessoal: ou seja, há mais mulheres do que homens, hoje, dizendo-se menos felizes do que antes. No início dos anos 70, eram os homens, relativamente, que se consideravam mais infelizes.
Estas estatísticas se baseiam em grandes amostras aleatórias de pessoas. Além disso, os resultados parecem coerentes com outros dados disponíveis sobre a evolução, ao longo do tempo, dos relatos que as pessoas fazem sobre a própria percepção de realização pessoal. Isto significa que não são resultados acidentais: provavelmente, essas pesquisas estão mesmo representando um fenômeno real, o que quer dizer que as mulheres apresentam realmente, ou pelo menos sentem que apresentam, níveis piores de felicidade hoje do que no início da década de 1970.

Se estas pesquisas estiverem certas, a revista "Allure" e sua manchete "A vida é uma grande festa e vocês estão todas convidadas" parece muito insensível ou muito ignorante. Ou então, como eu suspeito, os editores da "Allure" não querem dizer a verdade sobre a realidade, porque a verdade sobre a realidade não vende revistas. É por isso que eles insistem doentiamente na loucura do Photoshop e em outras tantas coisas da terra da fantasia: nós somos pessoas obstinadamente apegadas às narrativas mitológicas, sejam elas do tipo “sagrado” ou “profano”. E revistas como a "Glamour" e a "Allure" promovem uma mitologia do tipo profano.

  • 1
  • 2
Tags:
ArteMulher
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
SANDRA SABATTINI
Francisco Vêneto
Primeira noiva em processo de canonização na história foi beatifi...
2
Papa Emérito Bento XVI
Francisco Vêneto
Bento XVI: “Espero me unir logo” aos amigos que já estão na etern...
3
Papa Francisco São José Menino Jesus
Ricardo Sanches
A oração a São José que o Papa Francisco reza todos os dias há 40...
4
Transplante de rins
Francisco Vêneto
Transplante de rim de porco em humanos: a Igreja tem alguma objeç...
5
São João Paulo II
Reportagem local
A última frase de São João Paulo II antes de partir desta vida
6
Casal brasileiro com 8 filhos espera gêmeos
Francisco Vêneto
Jovem casal brasileiro com 8 filhos espera gêmeos: “cada um vale ...
7
Pe. Jonas Magno de Oliveira e sua mãe
Francisco Vêneto
Mãe de padre brasileiro se torna freira na mesma família religios...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia