Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 24 Outubro |
São José Lê Dang Thi
Aleteia logo
home iconReligião
line break icon

Relatório inicial do sínodo sobre a família gera onda de histeria

Catholic Church England and Wales-CC

Susan E. Wills - publicado em 15/10/14

Mas o céu não está desabando... pelo menos, não ainda

Divulgado nesta segunda-feira, 13 de outubro, o primeiro relatório parcial do sínodo dos bispos sobre a família foi recebido por muita gente com uma retórica do tipo “o céu está desabando”, “isso foi uma traição”, “um terremoto” e “este sínodo está trilhando a estrada da morte”.

Há motivo para tanto?

Vamos começar com o fato de que o objetivo desse primeiro relatório é apenas "destacar as principais questões abordadas ao longo da primeira semana do sínodo", conforme foi explicado pela Rádio Vaticano. Portanto, não se trata de nenhum pronunciamento do Magistério, nem de qualquer afirmação doutrinária, nem de recomendações finais de um processo deliberativo. É uma espécie de ata das livres manifestações iniciais dos participantes do sínodo até o momento.

Seria o caso de entrarmos em pânico se o sínodo extraordinário e, especialmente, o sínodo de outubro de 2015 sobre a família concordasse com recomendações que diluam, deturpem ou abandonem os ensinamentos imutáveis ​​de Jesus e da Igreja que Ele fundou.

Embora nada esteja “decidido” só porque tenha aparecido no relatório inicial, é possível “compreender” a angústia manifestada por alguns e fundamentada exclusivamente nas intervenções desta semana, conforme resumidas pela assessoria de imprensa do Vaticano. Parece que foi gasto muito tempo em discussões sobre o quanto deveríamos tornar “mais palatáveis” os ​​nossos exigentes ensinamentos sobre a indissolubilidade do casamento, a proibição da contracepção, a coabitação e a homossexualidade. Seguir esses ensinamentos exige maturidade, amor sacrificial, humildade, autocontrole e fé, entre outras virtudes, assim como a graça dos sacramentos. Por que fingir que não? Por que criar a impressão de que, na intimidade sexual, existem as categorias de bom, melhor e ótimo?

O que faltou no relatório inicial, e que muitos esperam ver no relatório final, é, como observou Mary Shivanandan, professora emérita de teologia do Instituto João Paulo II de Estudos sobre Matrimônio e Família, uma "visão do matrimônio e da família sólida o suficiente para atrair as pessoas à conversão, mesmo que gradualmente, ou para encorajar aqueles que estão em dificuldades a fim de permanecerem no caminho certo. Esta visão foi proporcionada pelo papa João Paulo II na Familiaris Consortio, na sua catequese sobre a Teologia do Corpo e na Carta às Famílias. Vamos dar a ela uma chance!".

O relatório inicial levantou duas grandes preocupações.

Em primeiro lugar, parece que o princípio da "gradualidade" está sendo proposto de novo no tocante à forma como a Igreja trata os indivíduos que não estão vivendo de acordo com a doutrina católica. Exemplos disto seriam a permissão da comunhão eucarística para os casais que recorrem à contracepção e que se recusam a ficar abertos à vinda de filhos ou para os divorciados recasados ​​que não pretendem viver como irmão e irmã. Em seu artigo recém-publicado, "O que o sínodo quer dizer com ‘gradualidade’?", a auditora norte-americana Alice Heinzen explica que os padres sinodais estão usando esse termo tal como definido na Familiaris Consortio, nº 34. O entendimento dela é coerente com a explicação oferecida pelo padre dominicano Dominic Legge. Não se pode voltar à prática dos sacramentos apenas com o compromisso de abandonar gradualmente uma prática gravemente pecaminosa; deve-se, isto sim, fazer uma renúncia definitiva do pecado, seguida pelo caminho normal da vida cristã: uma ascese gradual (com recuos ocasionais, talvez) em direção à perfeição a que somos chamados.

A segunda grande preocupação vem da linguagem do relatório inicial: ele é simplesmente repleto de ambiguidades. Uma leitura “caridosa” nos permitiria conciliar a maior parte do texto com a doutrina estabelecida; já se fizéssemos a pior interpretação possível de cada frase ambígua, poderíamos ter uma grande dor de cabeça.

  • 1
  • 2
  • 3
Tags:
CasamentoFamíliaSínodo
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Casal brasileiro com 8 filhos espera gêmeos
Francisco Vêneto
Jovem casal brasileiro com 8 filhos espera gêmeos: “cada um vale ...
2
Reportagem local
A bela lição que este menino deu a todos ao se aproximar do Papa
3
Papa Emérito Bento XVI
Francisco Vêneto
Bento XVI: “Espero me unir logo” aos amigos que já estão na etern...
4
VENEZUELA
Ramón Antonio Pérez
Quando a vida surge do abuso atroz a uma jovem deficiente
5
Carlo Acutis
Gelsomino Del Guercio
“Ele fechou os olhos sorrindo”: foi assim que Carlo Acutis morreu
6
São José
Francisco Vêneto
Padre irmão de piloto de avião partido em dois: “São José tem mui...
7
Papa Francisco São José Menino Jesus
Ricardo Sanches
A oração a São José que o Papa Francisco reza todos os dias há 40...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia