Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 30 Novembro |
São Mirocletes
home iconAtualidade
line break icon

Obama promete monitoramento mais agressivo do Ebola nos EUA

<p>Presidente Barack Obama em uma reunião de imprensa, na cidade americana Maryland, no dia 14 de outubro de 2014</p>

AFP - publicado em 16/10/14

O presidente americano, Barack Obama, prometeu nesta quarta-feira uma resposta "muito mais agressiva" nos Estados Unidos à ameaça do Ebola e insistiu em que o risco de uma epidemia séria da febre hemorrágica em solo americano é baixa.

Depois de uma reunião de crise com altos assessores na Casa Branca, Obama reforçou a importância de ajudar países africanos a conter a disseminação do vírus, referindo-se a essa ajuda como "um investimento em nossa própria saúde pública".

"Se nós não respondermos internacionalmente de forma eficaz, então poderemos ter problemas", disse Obama em comentários transmitidos pela TV americana.

O encontro foi realizado depois que a segunda infecção por Ebola no Texas foi diagnosticada no hospital onde um liberiano morreu com a doença há uma semana.

Participaram da reunião o vice-presidente Joe Biden, o secretário da Defesa, Chuck Hagel, a secretária de Saúde e Serviços Humanos, Sylvia Burwell, e o secretário de Segurança Interna, Jen Johnson, entre outros membros do alto escalão.

Obama disse que os participantes da reunião discutiram "monitoramento, supervisão, a vigilância em uma forma muito mais agressiva sobre o que está acontecendo el Dallas" para garantir que essas lições sejam "transmitidas para hospitais e clínicas em todo o país".

"Essa não é uma situação em que, como no caso da gripe, os riscos de uma rápida disseminação da doença são iminentes", frisou Obama, acrescentando ter "apertado as mãos, abraçado e beijado" enfermeiras que trataram do paciente com Ebola no hospital da Universidade de Emory, em Atlanta.

"Eles seguiram os protocolos. Sabiam o que estavam fazendo, e eu me senti totalmente seguro fazendo isso", declarou.

"Estou absolutamente confiante em que nós podemos evitar uma epidemia séria da doença nos Estados Unidos. A chave para compreender essa doença é que estes protocolos funcionam", prosseguiu.

Até agora, a epidemia de Ebola matou 4.493 pessoas de um total de 8.997 casos registrados, sobretudo, na África Ocidental.

Desde o anúncio, no mês passado, de que os Estados Unidos enviariam pelo menos 3.000 militares ao oeste da África para ajudar a combater a epidemia, Obama tem criticado repetidas vezes a resposta internacional à crise sanitária, considerando-a insuficiente.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da mis...
Aleteia Brasil
Oração do Advento
SANTUÁRIO DE APARECIDA INTERIOR BASÍLICA
Reportagem local
Suposto surto de covid-19 entre padres do San...
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
FIRST CENTURY HOUSE AT THE SISTERS OF NAZARETH SITE
John Burger
Arqueólogo diz ter encontrado a casa onde Jes...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia