Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 30 Novembro |
São Mirocletes
home iconAtualidade
line break icon

Governo da Nigéria anuncia acordo com Boko Haram para libertar alunas sequestradas

<p>(Reprodução) Vídeo divulgado em maio pelo Boko Haram mostra as estudantes capturadas</p>

AFP - publicado em 17/10/14

O governo e o exército nigerianos anunciaram nesta sexta-feira um acordo com o grupo islamita Boko Haram para que liberte as mais de 200 estudantes sequestradas em abril.

"Um acordo de cessar-fogo foi concluído entre o governo federal da Nigéria e Jama’atu Ahlis Sunna Lidda’awati wal-Jihad (Boko Haram)", declarou o chefe do Estado-Maior, o marechal Alex Badeh.

"Eu dei instruções aos chefes do exército para garantir a aplicação das medidas firmadas", acrescentou.

Paralelamente, o primeiro-secretário da presidência, Hassan Tukur, disse à AFP que um acordo havia sido alcançado com o grupo islâmico para acabar com a violência e que prevê a libertação das 219 jovens que ainda estão desaparecidas.

Tukur afirma ter representado o governo nigeriano em duas reuniões com os insurgentes islâmicos no Chade, sob a mediação do presidente do Chade, Idriss Deby.

"Boko Haram declarou um cessar-fogo após negociações", afirmou Tukur, acrescentando que o anúncio foi feito quinta-feira à noite.

"Eles concordaram em libertar as meninas de Chibok", indicou, referindo-se às 219 adolescentes que ainda estão desaparecidas desde o seu sequestro em 14 de abril em sua escola de Chibok, no nordeste da Nigéria.

Alguns manifestaram dúvidas sobre tal acordo, que ocorre no momento em que o presidente nigeriano, Goodluck Jonathan, deve anunciar sua candidatura à reeleição em fevereiro, e onde as questões de segurança estão no centro do debate político.

Também não há informações sobre Danladi Ahmadu, a quem Tukur se refere como interlocutor dentro do Boko Haram, e que deu uma entrevista nesta sexta-feira.

"Eu nunca ouvi falar deste senhor, e se o Boko Haram quisesse declarar um cessar-fogo, isso partiria de seu líder, Abubakar Shekau", considerou Shehu Sani, especialista do Boko Haram que negociou várias vezes com o grupo islâmico ao lado do governo nigeriano.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da mis...
Aleteia Brasil
Oração do Advento
SANTUÁRIO DE APARECIDA INTERIOR BASÍLICA
Reportagem local
Suposto surto de covid-19 entre padres do San...
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
FIRST CENTURY HOUSE AT THE SISTERS OF NAZARETH SITE
John Burger
Arqueólogo diz ter encontrado a casa onde Jes...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia