Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 08 Dezembro |
Imaculada Conceição de Nossa Senhora
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Papa Paulo VI: trajetória do beato

© Archives CIRIC

Vatican - publicado em 19/10/14

O caminho da Igreja seguia duas tendências paralelas: por um lado, as reformas; por outro, a consciência cada vez mais clara da necessidade de uma paz interna no seio da fé. Grandes passos em frete foram dados no campo da reforma litúrgica (foi o ano das novas disposições acerca da Missa), da revisão do Código de Direito Canónico, da reflexão teológica, da colegialidade e do ecumenismo. Com firmeza, o Santo Padre confirmou disciplinas que não deviam ser abandonadas, como a do sagrado celibato, e princípios intocáveis, como o do respeito à vida.

Pela fé e pela paz, no caminho indicado pelo Concílio. Este programa caracterizou também o oitavo ano do pontificado: 12 meses comprometidos tanto por causa da situação interior da Igreja (invadida por tensões e inquietações muitas vezes completamente fora da sintonia com o recto caminho da renovação conciliar), como pelas contínuas perturbações da paz no mundo e pelas frequentes cedências dos homens, nos vários níveis, às tentações do egoísmo e da violência. Com espírito de coragem e de coerência, o Papa, infatigavelmente, indicava aos homens de boa vontade o clarão do Evangelho, como fonte de paz; e ao Povo de Deus o cone de luz do Concílio, como espaço a respeitar na renovação.

Riqueza do Magistério

Em confronto com os outros anos de pontificado, o oitavo é um dos mais densos de empenhos pastorais e um dos mais ricos de actos de Magistério. Neste período, teve lugar a viagem mais longa do Santo Padre, aquela com a qual, ao visitar o Extremo Oriente e a Oceânia, praticamente completou a volta ao mundo. Neste ano insere-se a data histórica da publicação da Carta Apostólica Octogesima Adveniens, no 80° aniversário da Encíclica Rerum Novarum, com justiça enumerada entre os grandes documentos sociais da Igreja.

O ponto de partida é ainda o Concílio. Completados pouco antes cinco anos desde a sua conclusão, o Santo Padre celebrava a ocorrência com uma Exortação Apostólica aos Bispos: documento rico de esperança, mas muito realista quanto às dificuldades do momento. "Temos o dever de recordar com o Concílio — escrevia o Papa aos Bispos — que a verdadeira teologia se baseia, tal como em seu fundamento perene, na palavra de Deus escrita, inseparável da Sagrada Tradição. Não nos reduza ao silêncio, Irmãos caríssimos, o temor das críticas sempre possíveis e, às vezes, justificadas". E ainda: "É preciso vigiar atentamente a fim de que uma escolha arbitrária não restrinja o desígnio de Deus dentro da nossa visão humana e não limite o anúncio da sua Palavra ao que os nossos ouvidos são ávidos de escutar".

A cinco anos de distância do encerramento do Concílio Vaticano II, o Papa encontrava-se diante de arbítrios carismáticos, de tentações de recaída no secularismo, de fenómenos de aquiescência que desfiguram o ecumenismo. Mas as linhas mestras indicadas pelos Padres Conciliares permaneciam válidas; e Paulo VI exortava continuamente os fiéis a retornarem à via justa, com confiança e solidariedade. Convidava à actualização na fidelidade: "O pluralismo — disse durante a audiência geral — não deve gerar dúvidas, equívocos ou contradições; não deve legitimar um subjectivismo de opinião em matéria dogmática que comprometeria a identidade e, por conseguinte, a unidade da fé;. progredir, sim, enriquecer a cultura, favorecer a pesquisa; demolir, não".

Passos em fronte foram dados entretanto para pôr em prática as reformas previstas concretamente pelos documentos conciliares. A 3 de Setembro de 1970 aprovou o Papa a terceira Instrução para aplicar a Constituição litúrgica. Em Maio de 1971 foram publicados o documento sobre a facilitação das Causas de nulidade matrimonial e a Instrução Pastoral sobre as comunicações sociais pedida pelo relativo Decreto do Vaticano II. Em Junho foi tornado conhecido o texto da Constituição Apostólica do 1° de Novembro sobre a renovação do Ofício Divino.

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
Tags:
Beatificacao
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia