Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 08 Dezembro |
Imaculada Conceição de Nossa Senhora
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Papa Paulo VI: trajetória do beato

© Archives CIRIC

Vatican - publicado em 19/10/14

No Outono, chamado a Roma, recomeçou os estudos na Academia Eclesiástica, para entrar, depois, em Outubro de 1924, no serviço regular da Secretaria de Estado, de que era nomeado Minutador, em Abril de 1925.

Neste momento, como precioso enriquecimento de experiência sacerdotal, no campo que lhe era predilecto, da cultura, inseria-se, na sua vida, uma nova e singular responsabilidade, quando, era 1924, sob proposta de Mons. Pizzardo, era confiada ao jovem Sacerdote a assistência espiritual do Circolo Romano da FUCI (Federação Universitária Católica Italiana), que o estimularia a um construtivo trabalho de Acção Católica, durante um decénio.

No Outono de 1925, depois do Congresso nacional italiano Universitários Católicos, era nomeado, por Sua SantidadePio XI, Assistente Eclesiástico Nacional, sucedendo no cargo a Mons. Luigi Piastrelli, que o conservara por breve período, após a demissão de Mons. Giandomenico Pini, o magnifico apóstolo da juventude universitária, de quem Mons. Montini — coadjuvado pelo novo Presidente-Geral, Igino Righetti — recolhia a herança e prosseguia a obra, reconstruindo inteiramente a organização, embora sem nada abandonar dos complexos deveres que lhe impunha a Secretaria de Estado.

Os frutos de um trabalho que se desenvolvera, com igual intensidade no plano espiritual, caritativo e cultural, mostram-se incalculáveis a quem considera que, nas fileiras universitárias católicas, se formara uma "elite” dirigente que deu vida ao Movimento dei Laureati di Azione Cattolica, e se inseriu, nos quadros directivos da vida nacional, deste o campo político ao universitário e profissional.

Defensor entusiasta da ideia vicentina, na mesma época, na linha de Ozanam favorecia a actividade das Conferências de São Vicente de Paulo. Uma das mais desoladas zonas de miséria, em Roma — a da Porta Metrónia, agora desaparecida para desenvolvimento das construções do bairro Appio-Metronio — viu Mons. Montini, com os seus estudantes, empenhado no itinerário fadigoso, em cada semana, para a assistência que encontrava diante de si a exasperação da indigência mais esquálida e um anticlericalismo cego e violento. Semelhante actividade foi, de novo, por ele realizada. Em 1933, quando já Ionge da Organização chamava ainda um grupo dos seus antigos estudantes, agora doutorados, e com eles fundou outro grupo vicentino, que tinha as reuniões em Santa Ana, no Vaticano, e escolheu para zona de trabalho o arrabalde de Primavalle, então tristemente célebre pelas misérias condições de indigência e de abandono. Já ali desenvolviam urna obra preciosa e quase ignorada as beneméritas Irmãs Polacas, que viram em volta da sua igrejinha e do nascente asilo-escola, a solidária colaboração dos jovens doutores, sob a orientação e o estímulo de Mons. Montini.

Os frutos da actividade, do Assistente nacional, no campo da cultura, falam, ainda hoje, através de um florescimento de obras estáveis e em contínuo progresso. O desenvolvimento da imprensa organizada; a fundação, em 1927, da Editora Studium, desejada por ele e por Igino Righetti, subiu ao primeiro plano das editoriais católicas; a renovação e a difusão da revista Studium, órgão dos Doutorados Católicos; a nova orientação dos grupos de estudo, das Reuniões da zona e dos Congressos nacionais, permanecem como títulos de mérito, alinhados no currículo do Assistente nacional, que se impôs como mestre, guia e animador, assisado e intrépido. Saíam, entretanto, da sua pena os preciosos livrinhos: O caminho de Cristo, Introdução ao Estudo de Cristo e Consciência Universitária, em que se derramava a sua alma sacerdotal, límpida e sábia.

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
Tags:
Beatificacao
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia